sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Primeiro-ministro húngaro diz que Hungria tem o direito de rejeitar muçulmanos

O primeiro-ministro húngaro sustentou hoje que a Hungria tem direito a decidir que não quer muitos muçulmanos no seu território e insistiu que "a única resposta" à situação dos refugiados é reforçar as fronteiras.

© Eric Vidal / Reuters

"Todos os países têm direito a ter um grande número de muçulmanos se quiserem. Se quiserem viver com eles, podem, mas nós não queremos, e creio que temos direito a decidir", afirmou Viktor Orban, durante uma conferência de imprensa, depois de uma reunião com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

O conservador nacionalista Orban adiantou que a Hungria tem 150 anos de experiência em convivência com comunidades muçulmanas e realçou: "Não gostamos das consequências que se veem em outros países".

Por outro lado, Orban escreveu no diário alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung que a quantidade de refugiados muçulmanos que está a chegar à Europa ameaça minar as raízes cristãs da Europa, uma ideia que a chanceler alemã, Angela Merkel, já rejeitou.

"Não podemos esquecer que os que estão a chegar tem uma religião diferente e representa uma cultura profundamente diferente", escreveu o líder húngaro.

"A maioria é muçulmana, não cristã. Esta é uma questão importante, porque a Europa e a cultura europeia têm raízes cristãs", adiantou.

Merkel, cujo país está a receber a maior parte dos refugiados, já exprimiu a sua discordância, durante uma visita a Berna, na Suíça.

"Se se considerarem os valores cristãos, então penso que é importante que a dignidade de todo o ser humano (...) seja protegida sempre que estiver em perigo", disse.

Lusa

  • Adeptos do Sporting gritaram "Joguem à bola"

    Desporto

    Depois da eliminação da Taça de Portugal, o autocarro do Sporting deixou o Estádio Municipal de Chaves em clima de grante tensão. Vários adeptos leoninos protestaram contra a equipa e pediram explicações.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.