sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Dezenas de petições contra acolhimento de refugiados em Portugal

A vontade de Portugal acolher refugiados, na sequência do processo de recolocação por todos os Estados membros da União Europeia, está a gerar movimentos de contestação, com várias petições a reunirem milhares de assinaturas.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Portugal vai receber 3.074 refugiados, no âmbito do processo de recolocação de mais de 120 mil pessoas por todos os Estados-membros, os primeiros dos quais poderão começar a chegar já a partir de outubro.

No site Petição Pública, um serviço gratuito de petições online, é possível encontrar dezenas de petições contra a vinda de refugiados para Portugal e há três petições que, juntas, reúnem quase 30 mil pessoas.

"Não aos refugiados em Portugal" é a petição que reúne mais assinaturas, contando já com o apoio de 14.175 pessoas, apesar de não ser possível perceber se são apoios reais ou virtuais.

No texto que justifica a petição pode ler-se: "Portugal precisa de ajuda, com nível alto de desemprego, com imensa taxa emigratória e sem condições para apoiar refugiados. Não queremos pagar dos nossos bolsos para que os refugiados estejam cá. Basta!".

A acompanhar há também centenas de comentários, entre pessoas que defendem que se deve antes ajudar os pobres portugueses ou as crianças, já que "dentro dessa gente toda, vêm terroristas".

Há inclusivamente quem defenda que, se os refugiados chegarem, daqui por uns anos o país vai assistir a "pessoas a explodir em plena Lisboa".

Uma outra petição, que dá pelo nome de "Pelo fim imediato da entrada de refugiados em Portugal", tem já 13.708 assinaturas e um grupo na rede social Facebook com 447 membros.

Os peticionários assumem que o objetivo é levar a petição até à Assembleia da República e justificam que "não é justo", perante os vários portugueses "que vivem miseravelmente", que os refugiados venham a ter "benesses" como subsídio de integração, habitação mobilada e equipada ou consumo de eletricidade, água, gás e telecomunicações gratuitos.

E se há, entre os vários comentários escritos, quem defenda e diga, por exemplo, "quem os quiser acolher, que os ponha em sua casa", também há quem responda: "Então fazemos assim: por cada sem-abrigo ou pobre que [for] para a sua casa eu fico com um refugiado na minha, pode ser???".

Uma terceira petição, de nome "Não queremos refugiados em Portugal", reúne bastante menos assinaturas do que as duas primeiras, ficando-se pelas 1.172.

A pessoa que a criou diz ser mãe e temer pelo futuro dos filhos, apesar de admitir ter chorado quando viu a imagem da criança que morreu afogada e cujo corpo deu à costa na Turquia.

Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC