sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Mais de 613 mil chegaram à Europa em 2015 via Mediterrâneo

Mais de 613.000 migrantes chegaram à Europa atravessando o Mediterrâneo em 2015 e mais de 3.100 morreram ou estão desaparecidos, anunciou hoje a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

© Fotis Plegas G / Reuters

Do total de 613.000, perto de 473.000 migrantes chegaram à Grécia e cerca de 137.000 outros alcançaram Itália, adiantou a organização.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a maioria dos que chegaram são sírios, que representam 69% dos que atingem a Grécia.

Adrian Edwards, porta-voz do ACNUR, indicou que o mês de outubro tem sido mais calmo que o de setembro, exceto nos últimos dois dias. Na quarta-feira, 85 embarcações chegaram à ilha grega de Lesbos, ponto de entrada Europa para uma grande parte dos migrantes que partem da Turquia.

"O aumento nas chegadas poderá ser o resultado de uma melhoria temporária do tempo, de uma tentativa para evitar o inverno e do medo das fronteiras europeias poderem encerrar em breve", explicou Edwards num encontro com a imprensa em Genebra.

O porta-voz disse existirem atualmente "cerca de 3.500 a 4.000 migrantes no lado norte da ilha" e que as transferências de autocarro para os centros de acolhimento foram interrompidas devido à superlotação destes.

O aumento nas chegadas agrava uma situação já caótica na ilha de Lesbos e, segundo Edwards, na quinta-feira, "o pessoal do ACNUR teve de ser retirado por algum tempo de um centro de registo devido à ocorrência de violência".

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.