sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Merkel diz que Alemanha acolherá um milhão de refugiados em 2015

A chanceler alemã, Angela Merkel, corrigiu hoje o prognóstico do número de refugiados que receberá no seu país este ano, estimando que atingirão um milhão, em vez dos 800.000 previstos até agora, noticia hoje o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Migrantes atravessam a fronteira entre a Áustria e a Alemanha.

Migrantes atravessam a fronteira entre a Áustria e a Alemanha.

© Michaela Rehle / Reuters

Segundo o jornal, Angela Merkel fez esta previsão no domingo passado na míni-cimeira entre a União Europeia e os Balcãs sobre a crise dos refugiados, onde estavam representantes de 13 membros da UE e dos países balcânicos.

O jornal adianta que a chanceler alemã chegou a afirmar aos seus parceiros que se não conseguirem conter os fluxos migratórios devem fechar-se as fronteiras.

Angela Merkel abriu no sábado uma ronda de negociações entre os parceiros da grande coligação - União Cristã Democrata (CDU), União Social Cristã da Baviera (CSU) e o Partido Social Democrata (SPD) -- para tentar encontrar soluções que permitam um fluxo ordenado das 7.000 a 10.000 pessoas que diariamente chegam à Alemanha através da Áustria.

Após as negociações com os parceiros, que decorreram em separado, seguiu-se um encontro com o líder da CSU, Horst Seehofer, que, nos últimos dias, fez um ultimato à chanceler para conter a chegada de requerentes de asilo.

Merkel, Seehofer e o líder do SPD, Sigmar Gabriel, abriram hoje uma nova ronda de negociações, já a nível de chefes de partido, para acordar soluções para lidar com as brechas surgidas na coligação.

A CSU da Baviera exige a implementação de zonas de trânsito na fronteira para avaliar os pedidos de asilo de quem pretende entrar no país.

O SPD rejeita essa possibilidade, porque considera que isso implicaria a criação de enormes prisões, onde ficariam detidos os que chegam à Alemanha à procura de asilo.

"Não podemos aceitar a criação de zonas de trânsito, na realidade centros de detenção com dimensões de estádios de futebol", disse o líder dos sociais-democratas alemães e vice-chanceler do executivo germânico, Sigmar Gabriel, após a reunião com o seu partido, no sábado.

O SPD apresenta como alternativa estabelecer centros de registo de refugiados espalhados por todo o país, onde seriam coordenados os processos de avaliação.

Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Pelo menos 2 mortos em Guadalupe à passagem do furacão Maria

    Mundo

    A passagem na terça-feira do furacão Maria pelo arquipélago francês de Guadalupe, nas Caraíbas, provocou a morte de duas pessoas, indicou o governo. Em declarações à Rádio RCI, Eric Maire, delegado do governo, disse que um homem morreu devido à queda de uma árvore, e que outra pessoa foi encontrada morta junto ao mar.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.