sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Amnistia Internacional culpa UE e Governo grego por aumento de mortes no mar Egeu

A falta de vontade política e as medidas estabelecidas em 2012 para travar a passagem entre a Turquia e a Grécia "obrigaram os migrantes a escolher a rota mais perigosa", afirmou a organização de defesa dos direitos humanos, com sede em Londres, num comunicado, numa alusão à travessia por mar.

Reuters

Reuters

© Giorgos Moutafis / Reuters

"Quantas crianças afogadas e mortos são necessários para ativar os 'valores europeus'", questionou Giorgos Kosmopoulous, diretor da AI na Grécia, assinalando que os naufrágios "não são um fenómeno natural e muitas vidas podem ser salvas se houver vontade política".

A Amnistia estima que nos primeiros 10 meses de 2015 morreram mais de 400 migrantes em naufrágios entre a costa turca e as ilhas gregas do mar Egeu.

Só entre 28 e 30 de outubro, 86 pessoas, incluindo crianças, desapareceram em sete naufrágios perto das ilhas de Lesbos, Samos, Kalymnos e Rodas, informou.

Segundo Kosmopoulous, a falta de ação da UE e da Grécia causou aquelas mortes, que poderiam ter sido evitadas "se tivessem sido estabelecidas passagens seguras e legais".

A AI defende que a Europa se solidarize com a Grécia e estabeleça "medidas eficazes" para coordenar operações de busca eficientes com as autoridades gregas e dar melhor uso aos fundos comunitários disponíveis.

Nas últimas 72 horas, realizaram-se cerca de 40 operações de resgate nas costas gregas e foram resgatados 1.431 migrantes.

"Com a chegada do inverno e o aumento do desespero dos refugiados, vamos ver ainda mais naufrágios e vidas perdidas no Egeu", disse Kosmopoulous.

PAL // VM

Lusa/Fim

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.