sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Alemanha reduz direito de asilo para refugiados sírios

A Alemanha recuou na sua política de asilo aos sírios, o maior grupo de refugiados, eliminando mesmo o direito a que as famílias se lhes juntem no país, noticiou esta sexta-feira um diário alemão.

As novas medidas implicam que só será concedido aos refugiados sírios um visto de residência de um ano e que já não podem reclamar o direito de reunião com as suas famílias na Alemanha. (Arquivo)

As novas medidas implicam que só será concedido aos refugiados sírios um visto de residência de um ano e que já não podem reclamar o direito de reunião com as suas famílias na Alemanha. (Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuters

À medida que se prepara para a chegada de cerca de um milhão de requerentes de asilo este ano, a maior economia da Europa reduziu o nível de proteção legal para os sírios, segundo o Frankfurter Allgemeine Zeitung.

As novas medidas implicam que só será concedido aos refugiados sírios um visto de residência de um ano e que já não podem reclamar o direito de reunião com as suas famílias na Alemanha.

"O Departamento Federal para Migração e Refugiados recebeu ordens para dar apenas proteção secundária a refugiados da guerra civil da Síria", de acordo com um comunicado do ministério do Interior, citado pelo jornal.

O ministério não se mostrou disponível para comentar.

A Alemanha tem mantido, até agora, uma política de porta aberta para os sírios que fogem à guerra no seu país, concedendo-lhes "proteção primária" -- o mais alto estatuto para os refugiados, que inclui, entre outros benefícios, um visto de residência de três anos e reunificação familiar.

Perante os conflitos internos no seu Governo de "grande coligação" esquerda-direita, a chanceler Angela Merkel, realizou na quinta-feira conversações de crise com os líderes partidários, nas quais estes acordaram uma série de medidas para trazer mais ordem ao afluxo recorde de migrantes.

Entre as medidas anunciadas numa conferência de imprensa conjunta, estão planos para acelerar os repatriamentos de requerentes de asilo rejeitados a partir de novos polos centrais.

Merkel e os seus parceiros de coligação não falaram de uma mudança de política para os sírios em particular.

O Frankfurter Allgemeine Zeitung cita números oficiais que mostram que a Alemanha recebeu 55.600 pedidos de asilo de cidadãos sírios em agosto. Mais de 38.600 foram aceites, com apenas 53 a receberem "proteção secundária".

Esta categoria menor equivalia até agora a uma zona legal cinzenta para pessoas cujo estatuto como refugiados ou requerentes de asilo não tivesse ainda sido reconhecido.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a Secretaria Regional de Solidariedade Social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho. Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.