sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Europa deve abrir vias legais para refugiados sírios, sublinha Merkel

A Europa deve abrir vias legais para os refugiados sírios se quiser realmente acabar com o tráfico de pessoas e a imigração ilegal, sublinhou hoje a chanceler alemã Angela Merkel numa conferência de imprensa em Ancara.

© Ammar Abdullah / Reuters (Arquivo)

"Se queremos por fim à imigração ilegal, devemos estar dispostos a acolher de forma legal uma certa quantidade de imigração, especialmente dos refugiados sírios", disse Merkel.

"Se travarmos o fluxo ilegal, devemos encontrar um sistema de quotas para partilhar os encargos", insistiu a chanceler, numa conferência de imprensa com o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, depois de uma reunião de várias horas.

"Queremos dividir a tarefa. Em primeiro lugar, ajudar a Turquia com financiamento, mas isso não significa que a Turquia tenha de ficar com todos os refugiados. Também alguns refugiados sírios devem ir para a Europa, mas não ilegalmente, fazendo os traficantes ganhar dinheiro por uma via perigosa, na qual já se afogaram quase 300 pessoas só em janeiro", disse Merkel.

A chanceler alemã disse que esse processo dever ser feito por "via legal" e deve haver "organização" entre os países envolvidos.

Sublinhou ainda que para muitos sírios é importante permanecer perto do seu país, assim deve-se gastar os 3.000 milhões de euros que a União Europeia entregará a Turquia para atender esses refugiados.

Merkel insistiu que se trata de uma tarefa urgente.

"Uma criança que quer ir à escola na (província turca de) Killis, não quer ir a essa escola daqui a dois anos, quer agora", exemplificou.

Por isso, pediu para se entregar os 3.000 milhões de euros de forma rápida e sem burocracias.

"Mas não podemos esperar da Turquia que trave todo (o fluxo de refugiados) e decidir sobre os contingentes (de refugiados) dentro de meio ano. Isso não pode acontecer. Deve ser conjuntamente", sublinhou a chanceler alemã.

"Sei que alguns estão fartos de escutar a palavra 'contingentes', mas hoje demos um grande passo à frente e podemos dizer que a Turquia que temos uma responsabilidade compartilhada", declarou.

A chanceler alemã apontou que na sua reunião com Davutoglu havia esboçado a composição de um grupo que projetará o trabalho compartilhado.

Lusa

  • Proteção Civil desmobiliza meios em Setúbal

    País

    A Proteção Civil vai começar a desmobilizar, hoje à tarde, meios de combate ao incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal e que já está em fase de rescaldo, disse à agência Lusa o vereador da Proteção Civil Municipal.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Portugal condenado por decisão "discriminatória e preconceituosa"
    1:19

    País

    Portugal voltou a ser condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, desta vez por causa de uma decisão discriminatória e preconceituosa. Trata-se do caso da mulher a quem o Supremo Tribunal Administrativo baixou o valor de uma indemnização por negligência médica. Entre os vários argumentos usados, os juízes portugueses consideraram que a sexualidade é menos importante quando se tem 50 anos e dois filhos.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.