sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Merkel admite que Alemanha beneficia com fecho de fronteiras nos Balcãs

A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu hoje que a Alemanha beneficia da decisão de países dos Balcãs de fecharem as fronteiras aos migrantes, mas insistiu que não é "uma solução sustentável" para a crise migratória na Europa.

© Stefanie Loos / Reuters

"É incontestável que a Alemanha beneficia [do encerramento da rota], mas vemos pelas imagens que chegam da Grécia que não é uma solução sustentável", disse Merkel à imprensa.

A Alemanha, que no último ano recebeu milhares de pedidos de asilo por dia, registou um decréscimo significativo de entradas desde os encerramentos de fronteiras nos Balcãs ocidentais.

No domingo, a União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel foi derrotada em eleições regionais parciais, incluindo no bastião conservador de Baden-Wuerttenberg, devido à impopularidade da sua política migratória.

A chanceler alemã reiterou hoje que vai manter essa política, designadamente a defesa de uma política europeia comum de reforçar a segurança nas fronteiras externas da Europa e da cooperação com a Turquia na gestão dos fluxos migratórios.

"Penso que a abordagem é correta", disse.

Mas, a poucos dias de uma cimeira europeia dedicada à definição dos pormenores do acordo com a Turquia, Merkel afirmou que não tenciona passar um "cheque em branco" a Ancara.

"Há questões relacionadas com a Turquia e é muito importante sublinhar que a Turquia tem de cumprir determinadas condições, sem exceção", disse.

A Turquia, principal ponto de partida dos migrantes que chegam à Europa, propôs na semana passada à União Europeia (UE) combater as redes de tráfico de pessoas e receber de volta os refugiados que entrem ilegalmente na Grécia, em troca de 3.000 mil milhões de euros, de isenção de vistos europeus para os turcos e da aceleração das negociações de adesão à UE.

Lusa

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01

    País

    Dezassete anos depois, Lisboa vai ter as primeiras salas de consumo assistido, vulgarmente conhecidas como salas de chuto. O objetivo é apoiar os mais de 1400 toxicodependentes sinalizados e evitar a propagação de doenças.

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC