sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Frontex pede mais 1500 agentes e 50 especialistas para a Grécia

A Frontex, agência europeia de gestão de fronteiras, anunciou hoje ter pedido aos 28 da União Europeia e aos países associados 1.500 agentes policiais e 50 especialistas para apoiar a Grécia no retorno e readmissão de migrantes.

© Hannibal Hanschke / Reuters

"Vários Estados-membros já se comprometeram em enviar agentes adicionais", lê-se na nota da agência, que referiu as intensas conversações ao longo do fim de semana com os vários agentes envolvidos para implementar as conclusões da última cimeira dos líderes europeus, que incluiu um acordo de cooperação com a Turquia.

"É importante sublinhar que a Frontex só pode fazer retornar pessoas depois de as autoridades gregas terem analisado cada caso individual de pedido de asilo e ter chegado a uma decisão final", notou o diretor executivo da instituição, Fabrice Leggeri, garantindo que os regressos para a Turquia vão cumprir as leis europeias e internacionais.

Na semana passada, Leggeri decidiu prolongar a operação Poseidon até final de maio e que envolve 734 pessoas, incluindo patrulhamento das ilhas gregas mais afetadas.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, disse que todos os Estados-membros vão ajudar a Grécia no esforço muito significativo de processar os pedidos de asilo feitos por refugiados, no âmbito da aplicação do acordo fechado com a Turquia.

O primeiro-ministro acrescentou, na altura que Portugal esperava saber a forma de ajudar a Grécia: "Vamos ver o que nos é solicitado", salientou, tendo em conta as necessidades da Grécia, que está sujeita ao respeito pela diretiva sobre o asilo.

A colaboração de todos os Estados-membros, sublinhou, tem em vista a instalação nas próximas semanas, na Grécia, não só de um número de peritos em direito de asilo, de serviços de fronteira aptos a tramitar os pedidos individuais como, inclusive, de uma equipa de juízes que terá como responsabilidade a apreciação célere do que se espera um número muito elevado de recursos judiciais de decisões que venham a ser aplicadas.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho