sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Frontex pede mais 1500 agentes e 50 especialistas para a Grécia

A Frontex, agência europeia de gestão de fronteiras, anunciou hoje ter pedido aos 28 da União Europeia e aos países associados 1.500 agentes policiais e 50 especialistas para apoiar a Grécia no retorno e readmissão de migrantes.

© Hannibal Hanschke / Reuters

"Vários Estados-membros já se comprometeram em enviar agentes adicionais", lê-se na nota da agência, que referiu as intensas conversações ao longo do fim de semana com os vários agentes envolvidos para implementar as conclusões da última cimeira dos líderes europeus, que incluiu um acordo de cooperação com a Turquia.

"É importante sublinhar que a Frontex só pode fazer retornar pessoas depois de as autoridades gregas terem analisado cada caso individual de pedido de asilo e ter chegado a uma decisão final", notou o diretor executivo da instituição, Fabrice Leggeri, garantindo que os regressos para a Turquia vão cumprir as leis europeias e internacionais.

Na semana passada, Leggeri decidiu prolongar a operação Poseidon até final de maio e que envolve 734 pessoas, incluindo patrulhamento das ilhas gregas mais afetadas.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, disse que todos os Estados-membros vão ajudar a Grécia no esforço muito significativo de processar os pedidos de asilo feitos por refugiados, no âmbito da aplicação do acordo fechado com a Turquia.

O primeiro-ministro acrescentou, na altura que Portugal esperava saber a forma de ajudar a Grécia: "Vamos ver o que nos é solicitado", salientou, tendo em conta as necessidades da Grécia, que está sujeita ao respeito pela diretiva sobre o asilo.

A colaboração de todos os Estados-membros, sublinhou, tem em vista a instalação nas próximas semanas, na Grécia, não só de um número de peritos em direito de asilo, de serviços de fronteira aptos a tramitar os pedidos individuais como, inclusive, de uma equipa de juízes que terá como responsabilidade a apreciação célere do que se espera um número muito elevado de recursos judiciais de decisões que venham a ser aplicadas.

Lusa

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.