sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Maioria dos búlgaros apoia patrulhas nacionalistas de detenção de migrantes

Mais de metade dos búlgaros apoiam as patrulhas de nacionalistas - batizadas pelos meios de comunicação social como "Caça imigrantes" - que detêm migrantes ilegais que entram na Bulgária a partir da Turquia, segundo uma sondagem divulgada hoje.

© Marko Djurica / Reuters

A sondagem da Alpha Research, encomendada pela cadeia de televisão privada, Nova TV, aparece numa altura em que as ações destes grupos estão a provocar um debate no país, depois da detenção pela polícia búlgara e acusação pelo Ministério Público búlgaro de um nacionalista por levar a cabo esta prática.

Ascende a 29,4 por cento o número de inquiridos que apoiam as "prisões civis" praticadas por estes grupos, com o argumento de que protegem a pátria, enquanto outros 25,4% mostram-se tendencialmente a favor.

Quase todos os participantes na sondagem, nove em cada dez, temem que uma onda migratória se traduza nos crescimentos dos atos criminosos e numa ameaça de atentados, enquanto cerca de 75% acredita que os imigrantes constituem um risco para a saúde pública.

O Ministério Público da cidade de Burgas, sudeste do país, acusou na semana passada por detenção ilegal e furto um dos convertidos "caça-imigrantes", que enfrenta uma pena de prisão até seis anos, se vier a ser condenado.

O acusado, Petar Nizamov, de 31 anos, está na origem de uma polémica no país por ter difundido no início de abril um vídeo em que aparece vestido com fardas militares com outros nacionalistas, numa ação em que o grupo detém e ameaça três afegãos que acabam de atravessar ilegalmente a fronteira entre a Bulgária e a Turquia.

Antes deste incidente, outro nacionalista, Dinko Valev, deteve um grupo de refugiados sírios e converteu-se numa celebridade nacional, o que impulsionou outros a imitarem a ação.

Lusa

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo Expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por ter comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o jornal reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    Mundo

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia, na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.