sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

UE aceitou mais de 333 mil refugiados em 2015, na maioria sírios

A União Europeia (UE) concedeu em 2015 proteção especial a 333.350 pessoas, mais 72 por cento do que em 2014, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

© Ina Fassbender / Reuters

Os principais beneficiários, na média dos 28 Estados-membros, são originários da Síria (166.100 pessoas, 50% do total de concessões de asilo), seguindo-se cidadãos da Eritreia (27 600, representando 8% do total) e do Iraque (23.700, 7% do total).

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, o número de atribuições de asilo a sírios duplicou face a 2014 e estes são ainda os principais beneficiários de proteção em mais de metade dos Estados-membros, sendo que a Alemanha acolheu mais de 60% no ano passado.

A Alemanha foi o país que maior número de refugiados acolheu (148. 215), seguindo-se a Suécia (34.470) e a Itália (29.630).

Portugal concedeu proteção a 195 pessoa, estando em 21.º lugar no número de atribuições de asilo.

Desde 2008, cerca de 1,1 milhões de requerentes de asilo viram o seu estatuto ser reconhecido na UE.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.