sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

António Costa desafia América Latina a acolher refugiados da Síria

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, desafiou hoje os países da América Latina a usarem a experiência das migrações para contribuírem para "o esforço global de reinstalação" dos refugiados da Síria e da região.

ETIENNE LAURENT

"Quero apelar aos parceiros da América Latina para que possam também contribuir para o esforço global de reinstalação desses refugiados que fogem à violência na Síria e na região", disse o primeiro-ministro no discurso de hoje na reunião da Assembleia Parlamentar Euro-Latino-americana (EuroLat).

"A América Latina tem uma grande experiência em matéria de imigrações e uma notável capacidade de integração de tantos e tantos povos, muitos deles provenientes da Europa, que aí escolheram instalar-se e construir o seu futuro", argumentou o primeiro-ministro, sublinhando que "essa tradição de acolhimento e integração podem ajudar hoje e serem muito úteis".

Antes, já António Costa tinha considerado que "o tema das migrações coloca hoje um desafio enorme a todos nós", particularmente na Europa.

A posição portuguesa, vincou, passa por apoiar "no seio da União Europeia uma solução global e europeia para esta crise um mecanismo de partilha entre todos os Estados membros de todos os refugiados e requerentes de asilo, disponibilizando-se para acolher um número maior do que o inicialmente proposto".

António Costa lembrou que "o valor fundamental sobre o qual se construiu a Europa - a dignidade da pessoa humana - impõe o dever iniludível de assegurar proteção internacional a todos aqueles que dela carecem".

"Mas significa também que ao nível da Europa a palavra 'solidariedade' tem também aqui que ser invocada; todos devemos partilhar o esforço de acolher, integrar e dar novas oportunidades de realização de vida aos que aqui procuram refúgio", concluiu o chefe de Governo.

A Assembleia Parlamentar Euro-Latino-americana (EuroLat) é uma instituição parlamentar de associação estratégica entre a União Europeia e os países latino-americanos.

Foi estabelecida em junho de 1999, no termo da Cimeira UE-ALC (União Europeia e a América Latina e Caribe).

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.