sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

António Costa desafia América Latina a acolher refugiados da Síria

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, desafiou hoje os países da América Latina a usarem a experiência das migrações para contribuírem para "o esforço global de reinstalação" dos refugiados da Síria e da região.

ETIENNE LAURENT

"Quero apelar aos parceiros da América Latina para que possam também contribuir para o esforço global de reinstalação desses refugiados que fogem à violência na Síria e na região", disse o primeiro-ministro no discurso de hoje na reunião da Assembleia Parlamentar Euro-Latino-americana (EuroLat).

"A América Latina tem uma grande experiência em matéria de imigrações e uma notável capacidade de integração de tantos e tantos povos, muitos deles provenientes da Europa, que aí escolheram instalar-se e construir o seu futuro", argumentou o primeiro-ministro, sublinhando que "essa tradição de acolhimento e integração podem ajudar hoje e serem muito úteis".

Antes, já António Costa tinha considerado que "o tema das migrações coloca hoje um desafio enorme a todos nós", particularmente na Europa.

A posição portuguesa, vincou, passa por apoiar "no seio da União Europeia uma solução global e europeia para esta crise um mecanismo de partilha entre todos os Estados membros de todos os refugiados e requerentes de asilo, disponibilizando-se para acolher um número maior do que o inicialmente proposto".

António Costa lembrou que "o valor fundamental sobre o qual se construiu a Europa - a dignidade da pessoa humana - impõe o dever iniludível de assegurar proteção internacional a todos aqueles que dela carecem".

"Mas significa também que ao nível da Europa a palavra 'solidariedade' tem também aqui que ser invocada; todos devemos partilhar o esforço de acolher, integrar e dar novas oportunidades de realização de vida aos que aqui procuram refúgio", concluiu o chefe de Governo.

A Assembleia Parlamentar Euro-Latino-americana (EuroLat) é uma instituição parlamentar de associação estratégica entre a União Europeia e os países latino-americanos.

Foi estabelecida em junho de 1999, no termo da Cimeira UE-ALC (União Europeia e a América Latina e Caribe).

Lusa

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.