sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Tribunal pede 18 anos de prisão para capitão de embarcação que naufragou no Mediterrâneo

O Tribunal de Catania, em Itália, pediu dezoito anos de prisão para o alegado responsável pelo maior naufrágio de migrantes no Mediterrâneo. Ali Malek é acusado de homicídio negligente e de tráfico de seres humanos. O tunisino pilotava a embarcação que se afundou em abril do ano passado ao largo da Líbia. Morreram mais de oitocentas pessoas. Para o ajudante, um sírio de 25 anos, a acusação pediu seis anos de prisão.

© Antonio Parrinello / Reuters

Ambos negam as acusações e serão ouvidos em julho e outubro. Até à leitura da sentença, as autoridades italianas contam ter já terminado a recuperação do destroço e de centenas de corpos.

  • 10 feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    A embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram já resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia.

    Em atualização

  • A morte anunciada da ETA

    Mundo

    A organização separatista basca ETA vai anunciar a sua dissolução em 05 de maio, durante uma cerimónia marcada para Bayona, no País Basco francês, disseram à agência Efe fontes conhecedoras do processo.