sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia grega faz ações de despejo em campos de refugiados improvisados

Cerca de 300 polícias gregos estão hoje a realizar ações de despejo num acampamento com cerca de 1.800 refugiados perto da cidade de Polykastro, na fronteira com a Macedónia, segundo uma fonte policial.

Polícia vigia a fronteira entre a Grécia e a Macedónia, perto de Idomeni

Polícia vigia a fronteira entre a Grécia e a Macedónia, perto de Idomeni

© Marko Djurica / Reuters

"Três autocarros já estão prontos para partir" com refugiados para os centros de acolhimento na região, disse a fonte policial à agência France Presse (AFP), comentando que a operação está a decorrer pacificamente.

A mesma fonte adiantou que o objetivo é que o acampamento improvisado na estação de serviço de Pathe, situado a cerca de 20 quilómetros da fronteira com a Macedónia, fique vazio durante o dia de hoje.

A missão da polícia é acompanhar os refugiados até aos autocarros que os irão levar para os novos centros de acolhimento organizados pelo Governo, no norte do país, adiantou a agência de notícias grega AMNA que, juntamente com a televisão pública ERT, é o meio de comunicação social com acesso ao local.

Os últimos dados oficiais referem que estavam 1.828 refugiados naquele acampamento no posto de gasolina.

A operação deverá continuar noutro posto de gasolina na cidade fronteiriça de Evzoni, onde estão alojados 1.109 refugiados, e no hotel "Hara", localizado na mesma localidade, onde estão 827 pessoas.

O governo grego quer ainda desalojar, nas próximas semanas, quatro campos de refugiados improvisados, como fez no final de maio no campo de Idomeni, na fronteira da Grécia com a Macedónia.

A intenção do governo grego é instalar em centros organizados os mais de 57.000 refugiados que estão espalhados por todo o país.

Nas últimas semanas, as autoridades permitiram a abertura de novos abrigos e o governo anunciou a abertura, em breve, de mais 12 centros no país.

Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01