sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Confrontos entre migrantes e polícia em Calais

Confrontos entre centenas de migrantes e agentes da polícia francesa decorriam hoje à tarde numa saída da autoestrada de Calais, no norte de França, junto ao campo conhecido como "a Selva", segundo a agência de notícias francesa, AFP.

Calais, França (Arquivo)

Calais, França (Arquivo)

© Pascal Rossignol / Reuters

As forças da ordem dispararam várias granadas de gás lacrimogéneo para tentar afastar os requerentes de asilo que, com a ajuda de diversos objetos, fazem abrandar o trânsito para tentarem entrar em camiões que se dirigem para o Reino Unido.

Até agora, os confrontos não fizeram feridos nem do lado dos migrantes, nem da polícia, de acordo com as autoridades regionais, que deram conta da detenção de pelo menos um migrante por "lançamento de projétil".

Várias grades de segurança na berma da estrada foram também desmontadas por migrantes, alguns dos quais subiram a camiões e tentaram cortar as lonas dos respetivos reboques para aí viajarem escondidos.

A estrada de acesso ao porto foi, por seu lado, encerrada no sentido dos embarques a partir das 16:00 locais (15:00 de Lisboa), segundo a AFP. Foram indicados desvios, mas o resultado foi engarrafamentos de vários quilómetros numa autoestrada, nos dois sentidos.

Estes distúrbios, que ocorrem com bastante regularidade, registaram-se desta vez em pleno dia, e não de noite, como era habitual, e no início da semana, quando o trânsito é normalmente mais abundante a partir de quarta-feira.

De acordo com a mais recente contagem realizada pela câmara municipal em meados de maio, a população total que reside no campo de la Lande, em Calais, apelidado como "a Selva", eleva-se a 3.913 migrantes.

Nessa data, associações de ajuda aos refugiados (Help Refugees e l'Auberge des Migrants) davam conta de 5.188 pessoas, um número que reviram em alta, para 6.123, no início de junho.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.