sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Refugiados ao lado do Papa na audiência geral na praça de São Pedro

Uma dezena de refugiados africanos sentou-se hoje ao lado do Papa Francisco durante a audiência geral semanal na praça de São Pedro.

© Stefano Rellandini / Reuters

Os refugiados sentaram-se no chão, cinco de cada lado, segurando nas mãos pequenas bandeiras do Estado do Vaticano.

"Hoje estou acompanhado por estes rapazes. Muitos pensam que era melhor se ficassem na terra deles, mas ali havia demasiado sofrimento", disse o Papa, indicando os africanos.

"São os nossos refugiados, mas são excluídos por muitos. Por favor, são nossos irmãos. O cristão não exclui ninguém, há lugar para todos", disse.

Francisco dedicou a catequese ao encontro de Jesus com o leproso, sobre a necessidade de recusar "todos os preconceitos humanos".

O papa mostrou-se sempre muito sensível perante a crise dos refugiados na Europa, que chegou a qualificar como a "pior catástrofe humana desde a Segunda Guerra Mundial".

Além das visitas às ilhas de Lampedusa, em Itália, e de Lesbos, na Grécia, dois símbolos do drama da migração para a Europa, Francisco também realizou gestos mais concretos, como alojar famílias sírias no Vaticano.

Na sexta-feira, nove sírios, entre os quais dois cristãos, que estavam em Lesbos, chegaram a Roma por iniciativa do Papa.

Este grupo de refugiados junta-se aos 12 que viajaram com Francisco, na sequência da visita, a 16 de abril, a Lesbos. A associação humanitária católica Comunidade de Santo Egídio está encarregada do alojamento e programa de integração.


Lusa

  • Encontradas 120 botijas de gás para "um ou vários atentados"
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.