sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

GNR em missão na Grécia resgata 54 migrantes no mar Egeu

Os militares da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR destacados na Grécia, no âmbito de uma missão da agência europeia Frontex, resgataram 54 migrantes que se encontravam numa embarcação sobrelotada no mar Egeu, indicou hoje a corporação.

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que o resgate dos 54 migrantes, dez dos quais mulheres e nove crianças, aconteceu na madrugada de segunda-feira, próximo da ilha grega de Chios.

Segundo a GNR, os militares da GNR realizavam uma ação de patrulhamento marítimo, quando observaram uma embarcação sobrelotada de migrantes que fazia a travessia, no mar Egeu, entre a Turquia e a Grécia com o objetivo de alcançar território europeu.

Aquela força de segurança indica que os migrantes resgatados não apresentavam ferimentos e foram entregues às autoridades locais em segurança.

Desde 1 de abril que 32 militares da GNR estão nas ilhas gregas de Chios e Kos a participar numa missão da Frontex (Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia), com o objetivo de prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e tráfico de droga.

Desde o início da operação que a GNR resgatou 381 migrantes do mar Egeu e percorreu 3.459 milhas náuticas, refere ainda o comunicado da corporação.


Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão