sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

EUA já acolheram 8.000 sírios e devem chegar aos 10.000 até outubro

© Marko Djurica / Reuters

Os Estados Unidos acolheram este ano 8.000 refugiados sírios, na sua maioria mulheres e crianças, e poderá chegar até 10.000 em outubro, mas também recusou a entrada a centenas, informaram fontes oficiais.

"Recebemos 8.000 refugiados sírios durante este ano e estamos convencidos que vamos chegar aos 10.000" nos próximos meses, disse a secretária adjunta de Estado para a População, Refugiados e Migração, Anne C. Richard, em conferência de imprensa.

Em setembro passado, Barack Obama prometeu acolher 10.000 refugiados sírios nos Estados Unidos durante o ano fiscal, que começou em outubro e termina em setembro.

O Governo norte-americano faz passar os pedidos de asilo por um longo e complicado processo, que resultou também na recusa de entrada para centenas de sírios, segundo o diretor dos Serviços de Imigração e Cidadania dos Estados Unidos, León Rodríguez.

Até agora, cerca de 80% dos sírios que pediram asilo nos Estados Unidos conseguiram, mas 7% viram o seu pedido recusado e outros 13% têm o processo a ser analisado.

Cerca de 78% dos 8.000 admitidos até ao momento são mulheres e crianças e os menores de 18 anos de idade representam 4.500 dos asilos concedidos.

A promessa de Barack Obama de acolher refugiados sírios gerou polémica nos Estados Unidos, onde muitos políticos republicanos manifestaram preocupação com a possibilidade daquelas pessoas planearem ataques terroristas, uma ideia levada ao extremo pelo candidato republicano às presidenciais, Donald Trump.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.