sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Pelo menos 500 mil crianças recorreram a traficantes para chegar à Europa

© Murad Sezer / Reuters

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) disse esta sexta-feira que pelo menos 500.000 crianças utilizaram os serviços de traficantes para entrarem de forma ilegal na Europa desde janeiro de 2015 até à data.

A estimativa baseia-se em dados da Europol-Interpol e em informações de outras agências das Nações Unidas e de organizações não-governamentais.

Sarah Crowe, porta-voz da UNICEF, explicou que o cálculo tem por base o facto de quase 590.000 menores terem apresentado um pedido de asilo na União Europeia nos últimos 18 meses, bem como considerar a Europol-Interpol que 90% dos trajetos feitos pelos migrantes em direção à Europa contam com a ajuda de traficantes.

Dos quase 600.000 pedidos de asilo de menores, 100.000 foram apresentados por crianças não acompanhadas, disse Crowe.

A porta-voz da UNICEF lembrou ainda que os menores não só pagam uma soma elevada aos traficantes como ficam em dívida para com eles, o que os torna mais vulneráveis à exploração: abuso sexual, trabalho forçado, coerção para cometer crimes.

A Interpol calcula que o tráfico de seres humanos move por ano entre 5.000 e 6.000 milhões de dólares (4,4 e 5,3 mil milhões de euros).

Dados da Europol indicam que os migrantes pagam à volta de 3.000 dólares (2.680 euros) por viagem.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".