sicnot

Perfil

Dérbi com todos

Dérbi com todos

Dérbi com todos

Manuel Fernandes diz que o campeão vai jogar "todo lá atrás" em Alvalade

O antigo capitão do Sporting Manuel Fernandes não tem dúvidas de que o Benfica vai jogar em Alvalade "todo lá atrás", no dérbi de sábado, como na época passada "em que foi completamente dominado" pelo Sporting.

"Estou convencido que o Benfica vai jogar todo lá atrás, como aconteceu na época passada, á espera de um deslize e de um ressalto para fazer um golo e tentar depois defender o resultado, porque em termos de qualidade de jogo o Sporting foi sempre superior ao Benfica nestes últimos dois anos", disse Manuel Fernandes em declarações à agência Lusa, em antevisão do jogo da 30.ª jornada da Liga de futebol.

A antiga glória dos leões lembrou o dérbi da época passada em Alvalade, em que os encarnados conseguiram uma vitória por 1-0 determinante para a conquista do título, no qual o Benfica foi "totalmente dominado e não criou uma oportunidade de golo", enquanto o Sporting teve "uma falta de sorte gritante" em alguns lances de golo, entre os quais "aquele do Bryan Ruiz, em que falhou o golo em cima da linha de baliza".

"O Benfica jogou como uma equipa pequenina joga em Alvalade e acabou por ganhar, com um golo aos trambolhões, com uma sorte extraordinária", analisou Manuel Fernandes, para quem o treinador do Benfica vai reforçar o meio-campo e deixar Jonas de fora.

"Possivelmente o Rafa jogará mais por dentro, baixando um pouco o Pizzi. Não acredito que ponha o André Almeida no centro do terreno. Pode é meter o Carrillo na ala e o Rafa por dentro, a fazer o terceiro homem do meio-campo, mais recuado do que a posição em que Jonas costuma jogar", frisou.

Manuel Fernandes entende que esta solução poderá dar mais consistência defensiva ao Benfica, mas ressalva que os treinadores preparam as equipas em função do adversário jogar de uma forma e que Jorge Jesus "estuda muito bem os adversários e melhor do que ninguém sabe aquilo que tem de fazer para superar o Benfica".

"Neste momento, a equipa do Sporting, em termos de qualidade de jogo, está melhor, mais solta, mais coesa, mas nestes jogos há sempre individualidades de um lado e de outro que podem, de um momento para outro, resolver o jogo num lance de génio", disse Manuel Fernandes, ao fazer a avaliação sobre o momento de cada uma das equipas.

Para o antigo goleador dos leões, os jogadores do Sporting querem provar nesta fase final do campeonato a razão de não terem lutado pelo título até ao fim: "Penso que o Sporting ficou afastado do título em três jogos. Na Madeira, com o Marítimo, em que anularam um golo limpo ao Alan Ruiz nos últimos minutos, em Guimarães, em que o Sporting estava a ganhar por 3-2 e houve aquele empurrão do Soares ao Schelotto a fazer o 3-3, e na Luz, onde, pelo menos, um penálti teria de ser marcado e o Sporting já não perdia o jogo".

Manuel Fernandes disputou 24 dérbis para o campeonato, nunca tendo falhado nenhum durante a carreira, e vários outros para a Taça de Portugal, a Supertaça e a Taça de Honra. Mas o que mais o marcou em termos individuais foi o dérbi da época 1979/80.

"Ganhámos 3-1, estava a chover e fiz um jogo fabuloso. Marquei um golo, o Jordão dois, fiz um chapéu ao Bento, em que o Alhinho sacou a bola com a mão de dentro da baliza para não ser golo, provocando um penálti que o Jordão marcou. Esse foi o melhor jogo que fiz contra o Benfica, em termos exibicionais, e fomos campeões. Mas claro que o dérbi dos 7-1 não pode ser esquecido porque marquei quatro golos", contou Manuel Fernandes.

O Benfica, tricampeão nacional e líder da I Liga, com 71 pontos, chega ao dérbi da 30.ª jornada com três pontos de vantagem sobre o FC Porto, enquanto o Sporting é terceiro, com 63. O jogo está marcado para as 20:30 de sábado.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC