sicnot

Perfil

Descarrilamento na Galiza

Descarrilamento na Galiza

Descarrilamento na Galiza

Partidos galegos suspendem campanha eleitoral

Os partidos políticos galegos - incluindo o PP, o Partido Socialista da Galiza e o En Marea (que inclui o Podemos) - suspenderam os atos de campanha previstos para hoje devido ao acidente com um comboio português em O Porriño (Pontevedra).

O acidente, ocorrido às 09:30 locais (08:30 de Lisboa), envolveu um comboio da CP com 63 passageiros a bordo (na rota Vigo-Porto) e causou pelo menos três mortos, incluindo o maquinista português, e 12 feridos.

O PP (Partido Popular), PSdeG (Partido Socialista da Galiza) e o En Marea (a marca do Podemos para as eleições regionais galegas) lamentaram, em comunicado, o acidente e manifestaram o seu pesar às famílias das vítimas. A Galiza celebra eleições autonómicas (regionais) a 25 de setembro.

O jornal Voz da Galiza noticiou entretanto que também o Bloque Nacionalista Gallego (BNC) e o Ciudadanos teriam suspendido as ações de campanha. A confirmar-se esta informação, significa que os cinco principais partidos das eleições galegas suspenderam a campanha por um dia devido ao acidente ferroviário.

As últimas sondagens do Centro de Investigações Sociológicas (CIS) publicadas na quinta-feira indicam que o PP ganharia com maioria absoluta as eleições regionais na Galiza caso a votação fosse hoje, com o PSOE prestes a ser ultrapassado pelo En Marea como segunda força política.

Nas eleições marcadas para 25 de setembro, o Partido Popular na Galiza, que tem Alberto Núñez Feijóo como candidato à reeleição, poderá obter entre 40 e 41 assentos no parlamento regional, enquanto o Partido Socialista da Galiza poderá baixar dos atuais 18 deputados regionais para 16 (o En Marea poderá obter entre 15 e 17 assentos).

As eleições regionais na Galiza estão a ser vistas pelos analistas em Espanha como um momento de clarificação para a política nacional, já que uma vitória clara do PP e uma derrota forte do PSOE podem alterar as posições de ambos os partidos quanto às suas lideranças. Alterações nas lideranças de PP e PSOE poderiam, por seu turno, desbloquear possíveis acordos de formação de governo.

Espanha continua com um governo em funções (PP, de Mariano Rajoy) desde as eleições legislativas de 20 de dezembro (que foram repetidas a 26 de junho), uma vez que nenhum dos partidos obteve votos para governar sozinho e nenhum consegue os apoios para governar em minoria.

Lusa

  • O insólito cartão amarelo mostrado a Felipe

    Desporto

    Aos 53 minutos do jogo desta quarta-feira entre o Sporting e o FC Porto, a contar para a Taça de Portugal, Jorge Sousa apercebe-se que Felipe enganou-se na camisola que vestiu ao intervalo. O defesa central reentrou com a camisola de Soares. O árbitro mostrou o cartão amarelo e mandou o jogador para o banco trocar de camisola.

  • Dez feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    Uma embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia. O barco foi entretanto retirado da água e a marginal continua cortada ao trânsito.

  • PS apresenta Lei de Bases da Habitação para abrir debate sobre habitação acessível
    1:19

    Economia

    O PS quer avançar com uma Lei de Bases da Habitação. A proposta apresentada esta quinta-feira propõe a requisição de casas devolutas para habitação e apoios concretos para o arrendamento a preços acessíveis. O líder parlamentar do PS, Carlos César, diz que é tempo de abrir um debate sobre a habitação que acredita que pode resultar numa Lei ainda na atual legislatura.

  • A morte anunciada da ETA

    Mundo

    A organização separatista basca ETA vai anunciar a sua dissolução em 05 de maio, durante uma cerimónia marcada para Bayona, no País Basco francês, disseram à agência Efe fontes conhecedoras do processo.