sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

Guiné-Conacri e Serra Leoa reforçam e estendem emergência sanitária

A Guiné-Conacri e a Serra Leoa reforçaram e estenderam a emergência sanitária nos dois países até ao final de junho com o objetivo de erradicar a epidemia do Ébola, informaram hoje os media locais.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Baz Ratner / Reuters

O Presidente da Guiné-Conacri, Alpha Condé, informou sobre estas medidas na noite de sábado, através de um comunicado, depois de se ter reunido com o Presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, para abordar a luta conjunta contra a doença.

A Libéria, um dos países mais afetados pela epidemia, foi declarada a 09 de maio livre do Ébola, mas a Guiné-Conacri e a Serra Leoa continuam a registar mortes devido ao vírus.

Por isso, informou o portal Guinéematin, os dois líderes acordaram reforçar as medidas de emergência e estendê-las até 30 de junho, numa estratégia conjunta para pôr fim ao surto de Ébola.

Entre as medidas, estão a restrição de movimentação em algumas áreas onde a epidemia persiste, reduzir ao máximo o número de pessoas em cerimónias e rituais de luto, assim como a supervisão de todos os enterros por parte da Cruz Vermelha.

"Qualquer pessoa que esconda doentes ou cadáveres será considerada criminosa", advertiu o comunicado governamental.

No final de março, o Presidente da Guiné-Conacri, país que foi o epicentro do surto de Ébola, já havia reforçado as medidas de emergência sanitária durante 45 dias em cinco departamentos e na capital.

Desde o início do surto de Ébola, há mais de um ano, confirmaram-se mais de 27 mil casos e mais de 11 mil mortes pela doença, sendo quase a totalidade nestes três países africanos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.


Lusa


  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.