sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

Mais dois casos de ébola confirmados na Libéria

Dois novos doentes com o vírus Ébola foram identificados na Libéria, ligados ao primeiro caso assinalado no país depois de três meses sem registos, disseram hoje as autoridades de saúde à agência France Presse.

© Stringer . / Reuters

"Duas pessoas testaram positivo entre os que tiveram contacto com o adolescente" de 17 anos, cuja morte foi anunciada na terça-feira, declarou à AFP Cestus Tarpeh, porta-voz das autoridades de saúde da província de Margibi, a leste da capital Monrovia, adiantando que se esperam "os resultados de outras análises ao sangue". 

A ministra da Saúde, Bernice Dahn, tinha considerado provável a existência de mais casos após o anúncio da morte do adolescente e o vice-ministro da Saúde, Tolbert Nyensuah, referiu na altura que tinham sido identificados e estavam em quarentena todos os que tinham tido contacto com o jovem, apelando à população para "continuar a tomar medidas preventivas". 

A Libéria tinha sido declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) oficialmente livre do vírus a 09 de maio, 42 dias - o dobro do período máximo de incubação - após o enterro do último caso conhecido.

A epidemia de Ébola na África Ocidental, a mais grave desde a identificação do vírus na África Central em 1976, começou em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri e causou mais de 11.200 mortos entre os cerca de 27.500 infetados, segundo os dados da OMS.

Mais de 99% das vítimas concentraram-se na Guiné-Conacri, na Serra Leoa e na Libéria, o país mais afetado, com cerca de 4.800 mortos.

 

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.