sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

OMS declara fim da epidemia de Ébola na Guiné-Conacri

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou hoje o fim da epidemia provocada pelo vírus do Ébola na Guiné-Conacri. O país entra agora num período de 90 dias de "elevada vigilância", indica um comunicado da organização.

Reuters

Passados 42 dias (duas vezes o período máximo de incubação) sem um novo caso de Ébola, a OMS elogiou "o Governo da Guiné-Conacri e o seu povo" pela sua ação face à doença, ao declarar o seu fim.

"Temos de continuar vigilantes para garantir que são detetados rapidamente e travados quaisquer novos casos que possam ocorrer", disse Abou Bekr Gaye, representante da OMS na Guiné-Conacri, citado no comunicado.

Segundo a agência das Nações Unidas, no último surto da doença no país, registaram-se sete casos confirmados e três prováveis de Ébola entre 17 de março e 06 de abril. Outros três casos foram confirmados numa mulher e nos seus dois filhos que viajaram da Guiné-Conacri para a Libéria.

A fonte de infeção deste surto poderá ter sido a exposição a fluidos corporais infetados de um sobrevivente de Ébola, indica a OMS, adiantando que "subsiste o risco" de outros surtos com a mesma origem.

A epidemia de Ébola na África Ocidental iniciou-se em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri e causou mais de 11.300 mortos, essencialmente neste país, na Serra Leoa e na Libéria.

A 29 de março, a OMS anunciou que aquela epidemia, a mais grave desde a identificação do vírus em 1976, já não representava uma "emergência de saúde pública de âmbito internacional", como tinha declarado em agosto de 2014.

Lusa

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.