sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Portais japoneses alvo de ataque de piratas que dizem ser do Estado Islâmico

Vários portais na Internet de empresas e organizações japonesas foram alvo de ataques, nos últimos dias, de piratas informáticos que dizem manter ligações com o Estado Islâmico (EI), grupo terrorista que executou dois cidadãos nipónicos.

Yoshihide Suga, ministro porta-voz do Governo (Reuters/ Arquivo)

Yoshihide Suga, ministro porta-voz do Governo (Reuters/ Arquivo)

© Toru Hanai / Reuters

Os ataques visaram oito páginas na Internet pertencentes a uma agência de viagens, a uma equipa de futebol de Tóquio ou a uma organização turística.

Os afetados pelo ataque explicaram à polícia japonesa que os seus portais estão agora ligados a imagens de uma bandeira que aparenta ser do grupo terrorista, acompanhadas pela frase "Atacado pelo Estado Islâmico".

O ministro porta-voz do Governo, Yoshihide Suga, disse em conferência de imprensa não ter sido ainda possível confirmar a identidade do autor ou autores do ataque, indicando que a polícia está a investigar o caso, de acordo com declarações citadas hoje pela agência noticiosa Kyodo.

Entre o final de janeiro e início de fevereiro, o grupo terrorista decapitou dois cidadãos japoneses sequestrados na Síria, numa aparente represália à ajuda económica do Japão aos países de zona que acolhem milhares de refugiados devido à guerra civil e aos avanços do próprio EI.


Lusa
  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28