sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Estado Islâmico liberta mais de 200 Yazidis no Iraque

galeria de fotos

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) libertou mais de 200 elementos da minoria iraquiana Yazidi que mantinha em cativeiro há meses, indicou hoje um comandante das forças de segurança curdas.

© STRINGER Iraq / Reuters

© STRINGER Iraq / Reuters

© STRINGER Iraq / Reuters

© STRINGER Iraq / Reuters

© STRINGER Iraq / Reuters

"Recebemos 227 Yazidis, entre os quais mulheres e crianças", hoje, na província setentrional de Kirkuk, disse o major-general Westa Rasul, citado pela agência de notícias francesa, AFP.

"Negociámos durante dias com xeques tribais em Hawijah e conseguimos a libertação dos Yazidis sequestrados", precisou Rasul, referindo-se a uma cidade controlada pelo EI em Kirkuk.

Os Yazidis foram libertados na segunda-feira na província de Ninive, a noroeste de Kirkuk, mas só chegaram a território controlado pelos curdos dois dias depois, explicou.

A libertação maciça dos Yazidis, sequestrados em Ninive no ano passado, é a segunda do género, depois de cerca de 200 pessoas, velhos sobretudo, terem sido colocados em liberdade em janeiro.

Uma grande ofensiva do EI invadiu vastas áreas a norte e a oeste de Bagdad, em junho passado. Uma segunda operação em agosto atacou zonas no norte habitadas por muitas das minorias iraquianas.

Os Yazidis, que não são nem muçulmanos nem árabes, praticam uma fé singular e são considerados infiéis pelos 'jihadistas'. A sua religião é pré-cristã e contém elementos de várias tradições religiosas, sobretudo do Zoroastrianismo - que já foi a religião maioritária da antiga Pérsia, mas juntando-lhe igualmente elementos do Islão e do Cristianismo. Creem num Deus criador, mas acreditam que este colocou a Terra à guarda de sete anjos, sendo o principal deles Melek Taus, também conhecido como o Anjo Pavão.

Têm sido mais atacados que outras minorias e pareciam correr o perigo de serem expulsos do seu território ancestral até uma operação aérea liderada pelos Estados Unidos ter invertido a tendência de avanço do grupo Estado Islâmico no norte do Iraque.

A ONU declarou que a campanha de assassínios, sequestros e violações de Yazidis pode ser classificada como genocídio.



Lusa
  • Estado Islâmico revela vídeo da destruição de Hatra
    0:42

    Daesh

    Um vídeo divulgado pelo Estado Islâmico revela a destruição da antiga cidade iraquiana de Hatra, levada a cabo pelo grupo no mês passado. A gravação publicada na internet mostra o assalto e destruição de artefactos arqueológicos milenares, como estátuas, arcos e pilares.

  • Da Al-Qaeda do Iraque ao Daesh

    Daesh

    Daesh é a mais recente denominação de um grupo radical islâmico (sunita) que pretende instituir um califado – um Estado dirigido por um único poder político e religioso regulamentado pela lei islâmica, a Sharia. Ainda limitado ao território conquistado à Síria e ao norte e oeste do Iraque, promete expandir-se e “quebrar as fronteiras” da Jordânia e do Líbano e “libertar” a Palestina. É liderado por Ibrahim Awad Ibrahim Ali al-Badri al-Samarrai, conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, desde 2010, altura em que se chamava Al-Qaeda do Iraque e depois Estado Islâmico do Iraque. Em abril de 2013 o nome do grupo foi alterado para Daesh - Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIL em português, ISIS em inglês), quando agrupou a Al-Qaeda do Iraque e um ramo dissidente do grupo sírio Frente al-Nusra, constituído para combater o Presidente sírio Bashar al-Assad. A designação Estado Islâmico é anunciada em Junho de 2014 com a instituição do autodenominado califado e al-Baghdadi é proclamado califa Ibrahim.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC