sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

TV5Monde alvo de piratas que dizem ser do Estado Islâmico

A televisão francesa TV5Monde foi esta quarta-feira alvo de um ataque por piratas informáticos, reivindicado pelo grupo designado Estado Islâmico, ou Daesh, que assumiram o controlo dos seus canais e das suas páginas na Internet e no Facebook.

Os piratas colocaram também documentos na página da TV5Monde no Facebook com o que alegaram ser a identificação e os currículos de familiares de soldados que participam nas operações contra este grupo. (Arquivo)

Os piratas colocaram também documentos na página da TV5Monde no Facebook com o que alegaram ser a identificação e os currículos de familiares de soldados que participam nas operações contra este grupo. (Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

Os piratas colocaram também documentos na página da TV5Monde no Facebook com o que alegaram ser a identificação e os currículos de familiares de soldados que participam nas operações contra este grupo. (Arquivo)

Os piratas colocaram também documentos na página da TV5Monde no Facebook com o que alegaram ser a identificação e os currículos de familiares de soldados que participam nas operações contra este grupo. (Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

"Estamos sem capacidade de difundir através de qualquer dos nossos canais. Os nossos sítios na internet e nas redes sociais deixaram de estar sob o nosso controlo e estão a exibir reivindicações do designado Estado Islâmico", afirmou o diretor-geral da estação, Yves Bigot, à AFP.

Os piratas colocaram também documentos na página da TV5Monde no Facebook com o que alegaram ser a identificação e os currículos de familiares de soldados que participam nas operações contra este grupo.
Lusa
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.