sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

PJ garante que nível de ameaça terrorista mantém-se inalterado

A Polícia Judiciária garante que o nível de ameaça terrorista em Portugal se mantém inalterado e que não há razões para alarme. É a reação das autoridades à notícia do JN, que revelava um aviso da Interpol sobre a possível presença de três jihadistas franceses em território nacional.

© Suhaib Salem / Reuters

O comunicado da Judiciária vem explicar que estes alertas são uma "prática habitual":

Os alertas referidos na notícia constituem uma prática habitual que decorre da permanente partilha de informações, no âmbito da cooperação policial na União Europeia, tendente à materialização de ações coordenadas e eficazes dos serviços e forças de segurança.

Não há quaisquer razões para alarme e o nível de ameaça terrorista em Portugal mantém-se inalterado.

A edição de hoje do Jornal de Notícias refere um alerta da Interpol para a possível presença, em território nacional, de três jihadistas franceses, considerados altamente perigosos.

Dois dos terroristas terão 20 e 22 anos. Um dos procurados pode estar acompanhado por uma mulher e crianças. O terceiro suspeito, será um homem já referenciado pelas autoridades, por fortes ligações aos atentados na capital francesa.

Sobre a operação conjunta da GNR e do SEF "Fronteira Segura", realizada no distrito de Viana do Castelo, a PJ refere que esta decorre da atividade diária e normal das forças e serviços de segurança.

  • Jihadista com ligações aos atentados de Paris pode estar em Portugal
    2:10

    Daesh

    A Interpol emitiu um alerta para Portugal e Espanha, por causa da possível presença de três jihadistas franceses na Península Ibérica. São considerados altamente perigosos.A notícia é avançada hoje pelo Jornal de Notícias, que refere que um dos três homens terá estado envolvido nos atentados de Paris. O Ministério da Administração Interna, contactado pela SIC, não faz para já comentários à notícia e remete explicações para mais tarde.

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.