sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh roubou "dezenas de milhares" de passaportes em branco na Síria

O Daesh terá roubado "dezenas de milhares" de passaportes em branco na Síria, que poderiam ser usados por falsos refugiados para chegar à Europa, segundo os serviços de informação ocidentais, divulgou o jornal Welt am Sonntag.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Carlos Jasso / Reuters

Na Síria e no Iraque - países em que grandes áreas estão sob o domínio do Daesh - e na Líbia, o Daesh assumiu o controlo da administração pública e apoderou-se do material que estava nos edifícios, de acordo com o jornal alemão.

Assim, tem os passaportes e as máquinas necessárias para a produção destes documentos de identificação.

A organização vende os passaportes no mercado negro a preços entre 1.000 e 1.500 euros, segundo os serviços de informação, citados pelo jornal.

Os serviços de informação ocidentais admitem que os jihadistas utilizam também esses documentos de identidade para entrar na Europa.

Nos atentados de 13 de novembro na França, dois bombistas suicidas -- que se fizeram explodir nos arredores do Estádio de França - tinham apresentado passaportes sírios na Grécia, quando entraram na Europa em outubro.

O Governo alemão indicou, na semana passada, que a proporção de refugiados que entraram no país com papéis falsos sírios foi inferior aos 30% relatados pelo ministério do Interior em setembro.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00

    Reportagem Especial

    Todos os anos, o Estado gasta centenas de milhões de euros para financiar os meios de combate aos incêndios. A reportagem especial da SIC denuncia falta de rigor e clareza em muitos dos negócios.

  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.