sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Atacante morto em Paris terá jurado "obediência" ao grupo Daesh

O homem abatido esta manhã em Paris frente a uma esquadra da polícia já foi identificado e terá jurado "obediência" ao grupo 'jihadista' Daesh, referiram fontes da investigação citadas pela agência noticiosa AFP.

© Charles Platiau / Reuters

De acordo com os responsáveis pelo inquérito, o atacante trazia consigo um papel que mencionava, em árabe, a sua "obediência" ao chefe do grupo 'jihadista', Abou Bakr al-Baghdadi, justificando o seu ato como uma vingança pelos "ataques na Síria".

Antes desta revelação, o procurador de Paris tinha já indicado que no referido papel figurava uma bandeira do Daesh e "uma reivindicação manuscrita inequívoca em árabe".

Os mesmos responsáveis referiram que o atacante também é conhecido dos serviços policiais por um caso de roubo ocorrido em 2013 no sul de França.

No momento em que decorreram estes factos, o homem identificou-se como Sallah Ali, nascido em 1955 em Casablanca, Marrocos, e sem residência fixa. As suas impressões digitais ficaram desde então registadas no Ficheiro Automatizado das Impressões Digitais (FAED), ainda segundo responsáveis pelo inquérito.

O homem foi abatido em frente da esquadra de polícia do bairro parisiense de Goutte D'Or quando tentou entrar nas instalações.

O Ministério Público tinha confirmado anteriormente relatos de testemunhas segundo os quais o atacante gritou "Allahu Akbar" (Alá é grande), que estava armado com uma faca e envergava um falso colete de explosivos.

O incidente ocorreu no dia do primeiro aniversário do ataque à redação do jornal satírico Charlie Hebdo.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.