sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Número de francesas que se juntaram ao Daesh subiu para 220 em 2015

O número de francesas que se juntaram ao grupo extremista Estado Islâmico no Iraque e na Síria subiu, nos últimos meses, a um ritmo muito superior ao dos homens, contabilizando-se 220 em 2015, segundo os serviços secretos.

© Murad Sezer / Reuters

Este aumento torna-se evidente quando comparado com as 164 mulheres francesas registadas em setembro passado junto do grupo terrorista, indica a rádio France Info, citando o relatório.

Tendo em conta que os serviços secretos franceses contabilizaram, no total, 600 pessoas de nacionalidade francesa que se deslocaram à Síria e ao Iraque, recrutados pelo Estado Islâmico, a percentagem de mulheres subiu para 35% face aos 10% de 2013.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.