sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Ataques de grupos extremistas no Iraque provocaram 32 mortos

Um total de 32 pessoas foram esta segunda-feira mortas no Iraque, em ataques perpetrados pelo grupo extremista Daesh na região de Bagdade, segundo fontes militares e policiais.

Pelo menos 20 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em ataques contra um café numa localidade a nordeste de Bagdade.

Pelo menos 20 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em ataques contra um café numa localidade a nordeste de Bagdade.

© Ahmed Saad / Reuters

Pelo menos 20 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em ataques contra um café numa localidade a nordeste de Bagdade, e mais 12 pessoas morreram num centro comercial da cidade.

Numa declaração divulgada na internet, o grupo 'jihadista' referiu que quatro dos seus membros efetuaram o ataque e que cerca de 90 pessoas foram mortas ou feridas.

De acordo com um responsável do Ministério do Interior do Iraque, homens armados fizeram explodir uma viatura e abriram fogo na rua, entrando a seguir no centro comercial Zahrat Bagdad, um edifício de cinto andares no bairro comercial de maioria xiita.

O EI tem reivindicado vários atentados em Bagdad contra civis xiitas, uma comunidade maioritária no Iraque.

A organização extremista controla grandes áreas do território iraquiano, a oeste e a norte de Bagdade, conquistada após uma forte ofensiva lançada em 2014.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47