sicnot

Perfil

Daesh

Autoridades com convicção cada vez maior de que lista do Daesh contém informação genuína

Autoridades com convicção cada vez maior de que lista do Daesh contém informação genuína

As autoridades de muitos países estão já a analisar os ficheiros do Daesh com a convicção cada vez maior de que se trata de informação genuína. Os ficheiros já tinham sido publicados por um jornal sírio. A polícia alemã já confirmou a autenticidade dos ficheiros.

  • Dissidente terá roubado lista do Daesh a um polícia e entregou à Sky News
    2:40

    Daesh

    Um dissidente do Daesh entregou à televisão britânica Sky News documentos com milhares de nomes e outras informações preciosas sobre a organização terrorista. As informações já chegaram à polícia alemã que as considera autênticas. É uma das maiores e mais importantes fugas de informação dos últimos tempos. Há informação de jihadistas de 51 nacionalidades.

  • Serviços secretos portugueses já têm fichas de recrutamento do Daesh
    1:50

    Daesh

    Os serviços secretos portugueses já têm as fichas de recrutamento do Daesh que estão a traduzir do árabe. Os documentos chegaram hoje através dos canais oficiais de partilha de informação dos serviços secretos da Europa. A lista irá ser distribuída pelas restantes autoridades com competência para investigar o terrorismo. A Ministra da Administração Interna já disse que não se esperam novidades quanto aos portugueses ou lusodescendentes que aderiram ao Daesh.

  • A lista que revela nomes de membros do Daesh
    13:26

    Opinião

    Felipe Pathé Duarte, membro da direção do Observ. Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo, e Hugo Franco, jornalista do Expresso, estiveram na Edição da Noite para comentar as últimas notícias sobre o Daesh. A Sky News obteve, esta quinta-feira, uma lista que continha informações sobre membros do autoproclamado Estado Islâmico. Os dados terão sido roubados a um chefe da polícia interna do Daesh.

  • Serviços secretos estão a analisar lista de terroristas do Daesh
    1:11

    Daesh

    Os serviços secretos portugueses estão a analisar a lista de terroristas do Daesh divulgada pela Sky News. O documento ainda não foi partilhado com a Polícia Judiciária mas o Governo garante total cooperação entre as autoridades nacionais. A ministra da Administração Interna não espera novidades sobre os portugueses que se juntaram à organização terrorista.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.