sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

ONU avisa que o "Daesh está a propagar-se como um cancro"

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) "está a propagar-se como um cancro" por todo o mundo, alertou hoje o secretário-geral da ONU, enquanto o mediador da organização para a Síria comparava os 'jihadistas' ao vírus Ébola.

(Arquivo)

(Arquivo)

STR

"O ISIL (acrónimo inglês para designar o grupo 'jihadista' Estado Islâmico) e todos os outros extremistas estão atualmente a propagar-se como um cancro por todo o mundo", declarou Ban Ki-Moon à imprensa, por ocasião de uma conferência internacional, em Genebra, sobre a prevenção do extremismo violento.

Por isso, frisou, "devemos pôr a prevenção em primeiro plano nos nossos esforços. Existem provas que mostram que um reforço da segurança e uma resposta militar não são, por si só, suficientes para derrubar este flagelo".

Falando na conferência de Genebra, o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, explicou que enquanto a comunidade internacional deixar que um conflito se prolongue, o EI ou o "terrorismo internacional" vão aí infiltrar "o seu ADN".

"Eles são oportunistas, são como o Ébola. Estão à procura de um corpo frágil e penetram nele", afirmou, sublinhando todavia que é possível detê-los graças a diversos "medicamentos", como desenvolver a cooperação internacional, ajudar as populações, elaborar uma solução política, dar uma resposta militar e de segurança e impedir os terroristas de ter acesso ao seu financiamento.

Na conferência, que reuniu desde quinta-feira mais de 600 pessoas, entre as quais cerca de 30 ministros e vice-ministros, Ban Ki-moon apelou aos Estados para que apliquem políticas nacionais assentes nas cerca de 70 recomendações do plano de ação contra o extremismo violento apresentado pela ONU em janeiro.

Tais recomendações, que são muitas vezes bastante vagas ou foram já aplicadas em diversos países, vão de ações para combater a radicalização dos jovens a "programas de readaptação" dos estrangeiros recrutados por grupos 'jihadistas', passando por "uma polícia de proximidade".

Os líderes religiosos são instados a pregar a tolerância e as empresas fornecedoras de internet -- utensílio predileto da propaganda extremista -- são simplesmente "convidadas a apoiar as iniciativas de prevenção".

O secretário-geral da ONU indicou que vai criar "um grupo de ação de alto nível mobilizando todo o sistema das Nações Unidas" para concretizar "os esforços" exigidos pelo plano de ação e exortou os Estados a "uma maior cooperação internacional".

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.