sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Dinamarca envia 400 soldados para a Síria e Iraque

O parlamento da Dinamarca aprovou hoje o envio de 400 soldados e vários aviões de combate para lutar contra o Daesh na Síria e no Iraque.

© Khalid Al Mousily / Reuters

A proposta, que foi aprovada com 90 votos a favor e 19 contra, contou com o apoio do Governo liberal (em minoria) e os seus aliados de direita e dos principais grupos da oposição, os sociais-democratas e os sociais liberais. Os votos contra foram vieram dos partidos de esquerda.

O contingente militar, que vai ser enviado no verão e durante um período de seis meses, inclui quatro aviões F-16, mais outros três de reserva e um avião de transporte, pilotos, forças especiais e pessoal de apoio.

O Governo vai gastar cerca de 40 milhões de euros com o envio do contingente militar.

A Dinamarca, que faz parte da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, aprovou em outubro de 2014 o envio de 140 soldados e sete caças para lutar contra o Daesh, mas só no Iraque e com a autorização das autoridades de Bagdad.

O Governo de Copenhaga justificou a ampliação da missão para a Síria com a "ameaça global" que representa o grupo extremista, citando uma resolução da ONU.

Com Lusa

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.