sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

ONG eleva para 145 número de mortos em atentados na Síria

Pelo menos 145 pessoas morreram hoje e cerca de 200 ficaram feridas em duas cadeias de atentados nas cidades costeiras de Tartus e Jableh, no noroeste da Síria, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

© Sana Sana / Reuters

Pelo menos 97 pessoas perderam a vida na sequência de quatro rebentamentos em Jableh, na província de Latakia, enquanto pessoas morreram em Tartus, capital da mesma província, em resultado de três explosões.

Os meios de comunicação oficiais dão conta de apenas 78 mortos nas duas séries de atentados.

A televisão estatal síria indicou que morreram pelo menos 45 pessoas em Jableh, onde aconteceram quatro explosões numa estação de autocarros, junto à Direção Geral de Eletricidade e de um hospital.

A mesma estação acrescentou que outras 33 pessoas morreram em resultado de três explosões em Tartus, onde um carro-bomba explodiu à entrada de outra estação de autocarros e, ato contínuo, dois suicidas fizeram detonar os explosivos que traziam juntos aos corpos no interior da mesma estação.

O Daesh reivindicou os atentados através da agência Amaq, ligada à organização terrorista.

"Ataques conduzidos por combatentes do Daesh atingiram locais alauitas (comunidade religiosa à qual pertence o Presidente sírio, Bashar al-Assad) nas cidades de Tartus e Jableh, na costa síria", indicou a Amaq.

Esta reivindicação conflitua com a notícia da televisão estatal síria, que assegurou ter sido o grupo armado Movimento Islâmico dos Livres de Sham que reclamou a autoria dos atentados.

Esta organização não publicou, no entanto, e de acordo com a agência espanhola de notícias Efe, qualquer informação a este respeito na sua página na internet ou através da sua conta na rede social Twitter.

Os ataques de hoje são os primeiros deste tipo registados nos feudos costeiros do regime sírio de Latakia e Tartus, onde vive grande parte da minoria alauita, no poder, e onde os níveis de violência foram sempre comparativamente menores em relação ao resto do país, desde o início do conflito em março de 2011.

Com Lusa

  • Pelo menos 100 mortos em atentados nas cidades sírias Tartus e Jable

    Mundo

    Vários atentados com carros armadilhados duas cidades-bastião do regime sírio causaram hoje pelo menos 100 mortes e outros tantos feridos, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) num novo balanço. O grupo jihadista Daesh (autoproclamado Estado Islâmico - EI) reivindicou os atentados, noticiou a agência Amaq, ligada à organização terrorista.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.