sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

NATO apoia luta contra o Daesh e migrações ilegais

A NATO vai dar luz verde às contribuições logísticas para a luta contra o grupo extremista Daesh e o tráfico de migrantes a partir da Líbia, anunciou hoje o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg.

Uma jornalista corre com um rebelde para evitar os snipers do Daesh, em Alepo na Síria. (outubro de 2014)

Uma jornalista corre com um rebelde para evitar os snipers do Daesh, em Alepo na Síria. (outubro de 2014)

© Jalal Al-mamo / Reuters

A primeira medida consiste em utilizar os 'Awacs', aviões de vigilância da NATO, nas regiões acima da Turquia e do Mediterrâneo, formando assim um arco em redor do Iraque, da Síria e da Líbia.

"Decidimos que os aviões Awacs da NATO vão fornecer informações à coligação para lutar contra o Estado Islâmico", declarou Stoltenberg ao apresentar o programa da cimeira de Chefes de Estado e de Governo, que se realiza dia 8 de julho, em Varsóvia.

Washington pediu, inicialmente, que os Awacs da Aliança Atlântica fossem postos à disposição da coligação para formarem centros de comandos. Estes aparelhos têm radares potentes que permitem observar a atividade aérea numa extensão de centenas de quilómetros.

Os Awacs têm como única função partilhar informações com a coligação, pelo que as aeronaves aliadas irão funcionar apenas a partir do território da aliança, sem invadir o espaço aéreo iraquiano ou sírio.

A NATO coopera também com a União Europeia, no espaço do mar Egeu, na luta contra a imigração ilegal. Esta organização colocou vários navios ao largo da costa da Turquia e partilha informações, em tempo real, com a defesa grega e a defesa turca.

Lusa

  • 120 mortos em atentados do Daesh em Bagdade
    1:45

    Mundo

    120 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em dois atentados em Bagdade, este sábado. O Daesh já reivindicou os ataques dizendo que o alvo principal foi a população shiita. O primeiro-ministro iraquiano foi vaiado quando visitou um dos alvos do ataque na capital iraquiana.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.