sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 11 civis mortos em bombardeamentos aéreos na Síria

Pelo menos 11 civis, entre os quais seis crianças, morreram hoje na Síria em bombardeamentos aéreos contra localidades controladas pelo Daesh, informou o Observatório dos Direitos Humanos Sírio.

Arquivo

Arquivo

© Thaier Al-Sudani / Reuters

"Pelo menos 11 civis, entre os quais quatro crianças e quatro mulheres, morreram nos raides aéreos das forças de Damasco ou russas na localidade de Al-Bulil, controlado pelo Daesh na província oriental de Deir Ezzor", afirmou o diretor do Observatório dos Direitos Humanos Sírio, Rami Abdel Rahmane.

A localidade está situada a 30 quilómetros da cidade de Deir Ezzor, principal cidade da província petrolífera com o mesmo nome, controlada pelo Daesh, desde 2013.

A agência noticiosa Sana confirmou a destruição, nos bombardeamentos, de dois locais que armazenavam armas e material militar.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.