sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh divulga vídeo com suposto autor de ataque na Alemanha

O grupo extremista Daesh divulgou hoje um vídeo em que alegadamente surge o autor do ataque num comboio alemão na segunda-feira, afirmando que iria perseguir o que chama de países infiéis.

Com legendas em árabe, o vídeo supostamente mostra o afegão de 17 anos que na segunda-feira atacou com um machado os passageiros de um comboio regional, causando 11 feridos.

Nas imagens difundidas pela agência Amaq, ligada ao grupo extremista, "Mohammed Riyadh", de faca na mão, ameaça que vai levar a cabo uma operação na Alemanha e declara-se "soldado do califado".

"Vou degolar-vos com esta faca e cortar-vos o pescoço com machados", declara o homem no vídeo, cuja autenticidade ainda não foi comprovada.

O Daesh tinha afirmado hoje que o afegão, abatido a tiro pela polícia, era um dos combatentes do grupo extremista.

Um desenho de uma bandeira do grupo extremista foi encontrado no quarto do cidadão afegão, disse hoje o ministro do Interior alemão.

O ministro disse ao canal de televisão pública ZDF que, além do desenho da bandeira do Daesh, o jovem afegão gritou "Allhah Akbar" quando atacava os passageiros do comboio regional em Wuerzburg, na Baviera, com um machado e uma faca.


Lusa

  • Daesh diz que ataque a comboio é resposta à ofensiva contra o grupo
    1:53

    Daesh

    O Daesh já reivindicou o ataque de ontem à noite num comboio, na Alemanha. Um afegão de 17 anos atacou vários passageiros com uma faca e um machado, antes de fugir do comboio. O atacante acabou por ser abatido pela polícia, enquanto tentava fugir do local do crime. O Daesh disse que o ataque foi uma resposta à ofensiva contra o grupo extremista no Iraque e na Síria. Cinco pessoas ficaram feridas com gravidade e mais de uma dezena recebeu assistência em estado de choque.

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida