sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Polícia espanhola detém dois suspeitos de ligações ao Daesh

Um marroquino que terá tentado viajar para a Síria para se juntar ao Daesh e um outro que o ajudou foram detidos pela polícia em Valladolid e Murcia, anunciou hoje o Ministério do Interior espanhol.

Um dos homens detidos na sequência de uma operação policial tinha decidido integrar as fileiras de combatentes do Daesh (acrónimo árabe do grupo extremista Estado Islâmico) na Síria, acedendo aos conteúdos propagandísticos e ideológicos que o movimento extremista difunde "através do seu potente aparelho de publicidade e comunicação" através da Internet.

Segundo a nota do Ministério do Interior espanhol, esse detido "passou pelas fases de compromisso com o ideário terrorista, doutrinamento e recrutamento e, posteriormente, acedeu à fase seguinte, que era a sua integração no Daesh".

Para o efeito, refere a mesma nota oficial, "deslocou-se até à fronteira da Síria, onde devia contactar um membro da organização que o levaria para a zona de conflito para o treinar no manuseamento de armas e explosivos e fá-lo-ia depois regressar à Europa com o objetivo de praticar atos terroristas".

Contudo, a polícia turca deteve-o na fronteira e, "uma vez em liberdade, voltou a Espanha, onde continuou com o seu firme propósito de se integrar como combatente nas fileiras da organização", explica o mesmo comunicado.

O segundo detido foi "a pessoa de confiança que o ajudou nos preparativos para viajar para a zona de conflito e o protegeu após a sua detenção e regresso a Espanha", segundo o ministério.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.