sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Hollande no Iraque para visitar forças que combatem o Daesh

CHRISTOPHE ENA / POOL

O Presidente francês, François Hollande, chegou hoje a Bagdade para se encontrar com as forças francesas que ajudam o Iraque a combater o grupo extremista Estado Islâmico e para conversações com os dirigentes iraquianos.

François Hollande, que viaja com o ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, aterrou em Bagdade pouco antes das 04:30 (hora em Lisboa).

O Presidente de França já tinha visitado o Iraque em setembro de 2014 e continua a ser o único chefe de Estado da coligação internacional liderada pelos norte-americanos que luta contra o Estado Islâmico a visitar o país desde o lançamento da campanha para combater o grupo radical, há dois anos e meio.

Na visita em 2014, François Hollande anunciou o reforço do apoio militar de França às forças iraquianas depois de uma série de avanços do Estado Islâmico no Iraque.

Nos encontros agendados para hoje, "o Presidente [francês] vai reafirmar o compromisso das forças francesas no seio da coligação internacional no âmbito da luta contra o Estado Islâmico", indicou a presidência francesa.

Hollande vai encontrar-se com soldados franceses que integram as forças de elite contra-terorrismo iraquianas perto do aeroporto internacional de Bagdade.

O Presidente francês segue depois para a zona verde da cidade para encontros com o Presidente da República curdo, Fuad Massum, o primeiro-ministro xiita, Haidar al-Abadi, e o presidente sunita do parlamento, Salim Al-Joubouri.

"Vai sublinhar a importância de prosseguir os esforços para garantir a segurança duradoura no país depois da derrota do Estado Islâmico e a coexistência das comunidades num Iraque unido e soberano", disse a presidência francesa.

François Hollande prossegue a visita durante a tarde em Erbil, no Curdistão iraquiano (norte), onde estão estacionadas as forças especiais francesas que assistiram os curdos envolvidos na batalha para recuperar o controlo da cidade de Mossul ao Estado Islâmico.

Em Erbil vai entregar mais de 38 toneladas de ajuda humanitária e medicamentos para os civis deslocados pela guerra e vai encontrar-se com o presidente da região autónoma do Curdistão, Massud Barzani.

Desde o seu envolvimento na coligação internacional em setembro de 2014, França realizou mais de 5.700 missões aéreas e 1.000 raides e destruiu mais de 1.700 alvos no Iraque ou na Síria.

Além dos 14 aviões de combate Rafale estacionados na Jordânia e Emirados Árabes Unidos, cerca de 500 soldados franceses asseguram as missões de aconselhamento, formação e apoio de artilharia no Iraque às forças envolvidas na batalha de Mossul.

As tropas francesas não participam diretamente nos combates.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52