sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh reivindica atentados de segunda-feira no Sinai

© Amir Cohen / Reuters

O Daesh reivindicou esta terça-feira dois atentados perpetrados na segunda-feira contra a polícia na península do Sinai, leste do Egito, que, segundo o Ministério do Interior, mataram oito agentes e um civil.

A agência Amaq, ligada ao grupo 'jihadista', escreveu hoje que os ataques foram perpetrados por "combatentes" do Estado Islâmico e avançou um balanço de 25 agentes da polícia mortos.

Os ataques visaram dois postos de controlo da polícia nos arredores da cidade de Al-Arish, maior cidade da província do Sinai do Norte, onde são frequentes os atentados contra as forças de segurança.

No primeiro ataque, um automóvel armadilhado explodiu perto de um posto de controlo policial e, em seguida, homens armados com espingardas e granadas dispararam sobre os agentes que tinham sobrevivido à explosão.

Segundo o Ministério do Interior, o ataque foi lançado por cerca de 20 homens, cinco dos quais morreram nos confrontos.

Um segundo ataque, perpetrado por homens armados que dispararam contra uma barreira policial a sul de Al-Arish, resultou na morte de um polícia.

Os atentados contra as forças policiais e militares egípcias são frequentes no Sinai, sobretudo desde a deposição pelo exército do presidente islamita Mohamed Morsi, em julho de 2013.

Na região operam vários grupos 'jihadistas'.

Lusa

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29