sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Obama não oficializa apoio a Hillary antes de reunião com Sanders

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não apoiará oficialmente a potencial candidata à Casa Branca, Hillary Clinton, até se reunir, na quinta-feira, com o adversário Bernie Sanders, adiantou o seu porta-voz.

© Jonathan Ernst / Reuters

Em declarações aos jornalistas no Air Force One, rumo a Nova Iorque, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, recusou precisar em que momento Obama anunciará o seu apoio formal a Clinton, sua ex-Secretária de Estado.

Obama prevê reunir-se esta quinta-feira, na Casa Branca, com Sanders, que por agora se nega a abandonar a sua campanha apesar de Clinton ser a mais provável candidata democrata.

De acordo com a Casa Branca, Obama espera falar com Sanders sobre "como construir sobre o extraordinário trabalho que fez para envolver milhões de votantes democratas" e aproveitar esse entusiasmo "nas próximas semanas e meses".

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, defendeu hoje dar tempo a Sanders e a "oportunidade de decidir por si mesmo" quando será o momento de sair.

Josh Earnest comentou também que o Senador pelo estado do Vermont "ganhou o direito" de determinar o futuro da sua campanha.

Obama falou por via telefónica tanto com Sanders como com Clinton, depois da celebração das primárias em seis estados.

A ex-Secretária de Estado destacou-se de Sanders em quatro desses seis estados, entre eles a Califórnia, o mais povoado do país.

Desde que Clinton alcançou o número de delegados necessários para ser confirmada como candidata do Partido Democrata, as especulações aumentaram acerca de quando se produzirá o apoio formal do presidente.

Obama passará hoje umas horas em Nova Iorque, onde Clinton tem a sua sede de campanha, mas ainda assim a Cada Branca já descartou a possibilidade de ambos se verem ou reunirem.

Clinton fez história ao tornar-se na primeira mulher a ter a hipótese de ser presidente dos Estados Unidos, e aguarda ser proclamada oficialmente a candidata pelo Partido Democrata. A decisão será anunciada em julho na Convenção Democrata, em Filadélfia.

Lusa