sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Nova sondagem dá vantagem a Hillary Clinton

© Jim Young / Reuters

Uma nova sondagem realizada após a convenção do Partido Democrata norte-americano, que decorreu na semana passada, atribui hoje uma vantagem de sete pontos percentuais à candidata presidencial democrata Hillary Clinton contra o rival republicano Donald Trump.

Segundo os dados da sondagem realizada pelo canal de televisão norte-americano CBS, 46% dos inquiridos afirmaram que irão votar na candidata democrata nas eleições presidenciais de 08 de novembro, contra os 39% dos entrevistados que preferem o candidato presidencial do Partido Republicano.

Hillary Clinton poderá estar a beneficiar do efeito pós-convenção, algo que também teve repercussões nos níveis de aceitação e de intenções de voto de Trump.

Após a convenção republicana, que decorreu em Cleveland (Ohio) entre 18 e 21 de julho, o multibilionário também beneficiou do aumento da cobertura mediática destas reuniões, que tentam mostrar os candidatos no seu melhor.

Várias sondagens realizadas no final da Convenção Nacional do Partido Republicano apontaram Donald Trump como o favorito à presidência dos Estados Unidos da América.

Nesta nova sondagem da CBS, Hillary Clinton consegue uma recuperação de quatro pontos percentuais em função de uma convenção bem-sucedida (realizada em Filadélfia, Pensilvânia, de 25 a 28 de julho) que conseguiu superar a polémica com os apoiantes do candidato derrotado nas primárias democratas, o senador do Vermont Bernie Sanders.

Hillary Clinton, que consta entre os candidatos mais impopulares que foram nomeados pelo Partido Democrata para concorrer à Casa Branca, conseguiu nesta nova sondagem aumentar o grau de aceitação entre os eleitores inscritos, de 31% para 36%. No entanto, 50% continuam a ver a candidata democrata de forma negativa.

Donald Trump consegue ser um pouco mais impopular, com 31% de opiniões favoráveis e 52% de opiniões desfavoráveis.

Nos últimos dias, o empresário foi protagonista de uma nova polémica. Trump tem sido duramente criticado, mesmo por republicanos, por ter falado de forma inapropriada sobre um casal norte-americano muçulmano cujo filho morreu em combate no Iraque em 2004.

O pai do capitão Khan, convidado a falar na convenção democrata, criticou nomeadamente a intenção de Donald Trump de proibir a entrada a todos os muçulmanos no território norte-americano.

A sondagem da CBS foi realizada entre 29 a 31 de julho por telefone (telefone fixo e telemóveis) junto a 1.393 adultos, incluindo 1.131 pessoas inscritas nas listas eleitorais. A sondagem tem uma margem de erro de três pontos percentuais.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.