sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Nova sondagem dá vantagem a Hillary Clinton

© Jim Young / Reuters

Uma nova sondagem realizada após a convenção do Partido Democrata norte-americano, que decorreu na semana passada, atribui hoje uma vantagem de sete pontos percentuais à candidata presidencial democrata Hillary Clinton contra o rival republicano Donald Trump.

Segundo os dados da sondagem realizada pelo canal de televisão norte-americano CBS, 46% dos inquiridos afirmaram que irão votar na candidata democrata nas eleições presidenciais de 08 de novembro, contra os 39% dos entrevistados que preferem o candidato presidencial do Partido Republicano.

Hillary Clinton poderá estar a beneficiar do efeito pós-convenção, algo que também teve repercussões nos níveis de aceitação e de intenções de voto de Trump.

Após a convenção republicana, que decorreu em Cleveland (Ohio) entre 18 e 21 de julho, o multibilionário também beneficiou do aumento da cobertura mediática destas reuniões, que tentam mostrar os candidatos no seu melhor.

Várias sondagens realizadas no final da Convenção Nacional do Partido Republicano apontaram Donald Trump como o favorito à presidência dos Estados Unidos da América.

Nesta nova sondagem da CBS, Hillary Clinton consegue uma recuperação de quatro pontos percentuais em função de uma convenção bem-sucedida (realizada em Filadélfia, Pensilvânia, de 25 a 28 de julho) que conseguiu superar a polémica com os apoiantes do candidato derrotado nas primárias democratas, o senador do Vermont Bernie Sanders.

Hillary Clinton, que consta entre os candidatos mais impopulares que foram nomeados pelo Partido Democrata para concorrer à Casa Branca, conseguiu nesta nova sondagem aumentar o grau de aceitação entre os eleitores inscritos, de 31% para 36%. No entanto, 50% continuam a ver a candidata democrata de forma negativa.

Donald Trump consegue ser um pouco mais impopular, com 31% de opiniões favoráveis e 52% de opiniões desfavoráveis.

Nos últimos dias, o empresário foi protagonista de uma nova polémica. Trump tem sido duramente criticado, mesmo por republicanos, por ter falado de forma inapropriada sobre um casal norte-americano muçulmano cujo filho morreu em combate no Iraque em 2004.

O pai do capitão Khan, convidado a falar na convenção democrata, criticou nomeadamente a intenção de Donald Trump de proibir a entrada a todos os muçulmanos no território norte-americano.

A sondagem da CBS foi realizada entre 29 a 31 de julho por telefone (telefone fixo e telemóveis) junto a 1.393 adultos, incluindo 1.131 pessoas inscritas nas listas eleitorais. A sondagem tem uma margem de erro de três pontos percentuais.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.