sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Chefe de campanha de Donald Trump demite-se

© Carlo Allegri / Reuters

Paul Manafort, diretor da campanha de Donald Trump e alvo de alegada corrupção, demitiu-se esta sexta-feira. O anúncio foi feito pela equipa de campanha do candidato republicano à Casa Branca. Isto acontece no mesmo dia em que um congressista republicano luso-americano retira o apoio a Donald Trump.

A demissão de Manafort ocorre dois dias depois de Trump ter anunciado uma remodelação da equipa da campanha que, mantendo Manafort no cargo, lhe retirou influência com as nomeações de Stephen Dannon como diretor executivo da campanha e de Kellyanne Conway como responsável pela gestão da campanha.

"Hoje de manhã, Paul Manafort apresentou, e eu aceitei, a sua demissão da campanha", afirmou Trump num comunicado.

"Estou muito grato pelo seu excelente trabalho, que nos ajudou a chegar onde estamos hoje", acrescentou.

Já o congressista republicano dos Estados Unios David Valadão, com origens açorianas, anunciou em comunicado que não vai continuar a apoiar o candidato do seu partido, Donald Trump, nas eleições presidenciais americanas de novembro.

"Estou desiludido com a retórica divisiva desta campanha presidencial e não posso apoiar nenhum dos candidatos. Não posso apoiar um candidato que denigre as pessoas com base na sua etnicidade, religião ou deficiências", disse Valadão em comunicado.

Com Lusa

  • Partidos exigem explicações sobre transferências para offshores entre 2011 e 2014

    Economia

    O PS junta-se ao PCP, o Bloco de Esquerda e o PSD no pedido para a audição urgente do antigo e o atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a falta de controlo do Fisco às transferências de dinheiro para paraísos fiscais. Em causa está a transferência de 10 mil milhões de euros para offshores. O CSD é o único partido que ainda não se pronunciou.