sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Donald Trump foi senhorio de banco iraniano associado a terrorismo

Comício em Washington a 9 de setembro em que Trump prometeu quebrar o acordo com o Irão sobre o programa nuclear.

Carolyn Kaster / AP

O grupo de imobiliário de Donald Trump alugou escritórios em Nova Iorque a um banco iraniano que as autoridades norte-americanas associaram a grupos terroristas e ao programa nuclear iraniano.

A investigação foi feita pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) e pela associação que zela pela transparência na política Center for Public Integrity, organizações sem fins lucrativos e apartidárias com sede em Washington D.C..

Donald Trump herdou o arrendamento feito ao Banco Melli - um dos maiores bancos iranianos sob controlo estatal - quando comprou o edifício General Motors na 5ª Avenida em Nova Iorque. Foi senhorio entre 1998 e 2003.

Em 1999, o Departamento do Tesouro norte-americano declarou que o banco era totalmente controlado pelo Governo iraniano - na altura liderado por Mohammad Khatami.

Mais tarde, as autoridades norte-americanas determinaram que o Banco Melli tinha sido usado para obter informações essenciais sobre o programa nuclear iraniano e que, entre 2002 e 2006, serviu para transferir dinheiro de uma unidade da Guarda Revolucionária do Irão - financiadora de grupos terroristas.

Durante os anos em que Trump foi senhorio do banco iraniano, os Estados Unidos tinham implementado um embargo em que era proibido a qualquer norte-americano fazer negócios com o Irão. E receber rendas estava incluído. No entanto, algumas organizações iranianas estavam fora desta proibição em transações específicas. Poderia ser o caso das rendas do Banco Melli, mas o Departamento do Tesouro não revela as licenças individuais concedidas.

Nem o Departamento do Tesouro, nem a campanha de Trump nem o Banco Melli responderam a qualquer questão colocada pelas associações responsáveis pela investigação.

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.