sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Mulher de Trump considera declarações do marido "inaceitáveis e ofensivas"

A mulher do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos considerou este sábado "inaceitáveis e ofensivas" os comentários proferidos em 2005 pelo marido sobre mulheres, mas pediu ao eleitorado que aceite o pedido de desculpas de Donald Trump.

"As palavras que o meu marido utilizou são inaceitáveis e ofensivas. Isto não representa o homem que eu conheço. Ele tem o coração e a mente de um líder. Espero que as pessoas aceitem o seu pedido de desculpas, tal como eu fiz, e se foquem nos assuntos importantes da nossa nação e do mundo", afirmou Melania Trump num comunicado citado pela Agência France Presse.

A nova polémica em torno de Trump surgiu por causa de um vídeo gravado em 2005 e divulgado na sexta-feira pelo jornal The Washington Post, no qual o empresário fala sobre as mulheres em termos considerados vulgares e machistas.

Entretanto, Donald Trump já disse que o vídeo divulga uma conversa privada com anos e desculpou-se: "se alguém se sentiu ofendido".

"Era uma conversa de vestiário, privada, que teve lugar há anos. (O ex-Presidente) Bill Clinton disse-me coisas muito piores num campo de golfe", disse ainda, num breve comunicado.

Também hoje, o candidato republicano à vice-presidência dos Estados Unidos, Mike Pence, declarou-se "ofendido" com o vídeo.

Mike Pence disse que "não aprova" os comentários, "não pode" defendê-los" e agradeceu "que [Donald Trump] tenha mostrado arrependimento e se tenha desculpado ao povo norte-americano".

Todavia, vários senadores republicanos pediram a Donald Trump para abandonar a corrida presidencial.

Trump já fez entretanto saber que não pretende afastar-se da corrida à Casa Branca, segundo declarações que fez ao The Wall Street Journal nas quais diz haver "zero hipóteses de desistir".

Lusa

  • DIRETO: Célula terrorista preparava grande atentado na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das vítimas mortais do atentado em Barcelona era de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. A polícia procura quatro jovens e há outras quatro detenções confirmadas. Os autores dos ataques na Catalunha, que mataram 14 pessoas e feriram 140, pertenciam ao mesmo grupo. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55

    País

    As temperaturas altas e o vento forte estão a provocar reacendimentos em Mação. No terreno mantêm-se cerca de 800 bombeiros, numa altura que que há receio que as chamas voltem a ficar ativas, como explica o repórter Rui Carlos Teixeira.