sicnot

Perfil

Escândalo Dieselgate

Escândalo Dieselgate

Escândalo Volkswagen

Volkswagen vendeu 1,8 milhões de veículos utilitários adulterados

A Volkswagen vendeu 1,8 milhões de veículos utilitários equipados com o software que falsifica os resultados dos testes antipoluição, confirmou hoje um porta-voz deste departamento do construtor alemão, citado pela AFP.

reuters

"Dos 11 milhões de veículos diesel manipulados vendidos no total, 1,8 milhões são utilitários", declarou Günther Scherelis, diretor da comunicação da Divisão de Utilitários do grupo, confirmando uma informação da imprensa regional.

A Volkswagen admitiu na semana passada que equipou 11 milhões de veículos em todo o mundo com um 'software' com capacidade para falsificar os resultados dos testes antipoluição.

O grupo - que possui 12 marcas de automóveis, pesados e motociclos - tem divulgado a conta-gotas por marcas e países os números dos veículos equipados com o referido software.

A adulteração envolve cinco milhões de automóveis da marca Volkswagen (VW), 2,1 milhões do modelo de alta gama berline da Audi e 1,2 milhões de Skoda.

Com os 1,8 milhões de utilitários anunciados hoje, faltam cerca de 900.000 unidades adulteradas com o 'software', dos quais um determinado número devem ser da marca espanhola Seat.

Além da Alemanha, com 2,8 milhões de veículos, e dos Estados Unidos, onde rebentou o escândalo, com cerca de 500.000 unidades, os números de veículos adulterados por países ainda não são conhecidos.

Na Alemanha, a Volkswagen foi intimada pelo Governo para apresentar até 7 de outubro um roteiro e um calendário para chamar os proprietários dos veículos adulterados e para os equipar conforme as normas.

"Durante o fim de semana um grupo de trabalho elaborou um plano de ação de grande escala", declarou o novo chefe da Volkswagen, Matthias Muller, durante um encontro na segunda-feira à noite com os quadros dirigentes da empresa.

Estas declarações de Muller foram divulgadas hoje de manhã à imprensa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02