sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Comissão Europeia insta Volkswagen a esclarecer novas irregularidades

A Comissão Europeia instou hoje a Volkswagen a esclarecer as novas irregularidades na certificação de emissões de dióxido de carbono (CO2), uma situação que o fabricante alemão de veículos reconheceu na terça-feira.

© Wolfgang Rattay / Reuters

Lucía Caudet, porta-voz do executivo de Bruxelas para a Indústria, afirmou que, agora, o mais importante "é apurar os factos", pelo que a Volkswagen deverá acelerar as suas investigações internas.

"Temos que esclarecer imediatamente quais as irregularidades nas emissões de CO2 que foram detetadas, o que as provocou, quais os automóveis afetados, em que países e que medidas serão tomadas pelo grupo para corrigir a situação", afirmou.

Na terça-feira, a empresa alemã admitiu que, além dos problemas já conhecidos de óxido de nitrogénio, tinham sido detetadas irregularidades na certificação de emissões de CO2, sem especificar marcas ou modelos. O fabricante indicou, porém, que terão sido afetados 800 mil veículos.

Caso se confirmem falsificações e violação das regras comunitárias, a Volkswagen poderá sofrer sanções, como ocorreu com a italiana Ferrari e a russa Avtovaz.

O desrespeito dos limites impostos de emissões de CO2 prevê que por cada grama acima do previsto por quilómetro sejam pagos cinco euros, enquanto a emissão de dois gramas acima é sancionada com 15 euros e de três gramas com 25 euros. De quatro gramas adiante, o valor é de 95 euros por automóvel.

Bruxelas tem-se mantido em contacto com a autoridade alemã que supervisiona o setor dos transportes com motor e tem analisado a informação enviada pela Volkswagen, acrescentou a porta-voz.

O assunto das emissões deverá ser debatido quinta-feira numa reunião entre a Comissão e as autoridades nacionais que aprovam veículos.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Cerca de uma centena de granadas e várias munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Porto Design Factory: um lava-louças com tecnologia ultrassom e muitas outras coisas
    1:45
  • Jovens participam na maior competição nacional de aplicações
    2:10

    País

    O presente e o futuro passam cada vez mais pelas novas tecnologias, sobretudo as aplicações. Alunos de cerca de 100 escolas estão a participar na terceira edição da Apps For Good, a maior competição nacional de aplicações desenvolvidas por jovens, que decorre em Matosinhos.

  • O iPhone faz 10 anos
    2:01