sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Parlamento Europeu cria comissão de inquérito à Volkswagen

O Parlamento Europeu decidiu hoje criar uma comissão de inquérito para analisar possíveis infrações ou má aplicação do direito comunitário quanto à medição de emissões no setor automóvel, na sequência do escândalo da falsificação dos dados pela Volkswagen.

A comissão de 45 eurodeputados irá investigar o alegado incumprimento, por parte da Comissão Europeia, da obrigação de rever e adaptar os ciclos de ensaio de medição quando estes deixam de refletir as emissões em condições de condução real.

A mesma comissão irá debruçar-se sobre a alegada omissão, da Comissão e das autoridades dos Estados-membros, de prever medidas adequadas e eficazes para controlar e proibir dispositivos que permitem manipular resultados.

Os eurodeputados deverão apresentar um relatório intercalar no prazo de seis meses após o início dos seus trabalhos e o relatório final em 12 meses.

A proposta para a comissão de inquérito foi aprovada por 354 votos a favor, 229 contra e 35 abstenções.

A 18 de setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores a gasóleo do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.